InícioNotíciasPolíticaCâncer colorretal: mortes subiram 20,5% em 30 anos na América Latina

Câncer colorretal: mortes subiram 20,5% em 30 anos na América Latina

Mohammed Haneefa Nizamudeen/Getty Images

1 de 1 Ilustração mostra a porção final do intestino inflamada pelo câncer colorretal – Foto: Mohammed Haneefa Nizamudeen/Getty ImagesA mortalidade por câncer colorretal está crescendo na América Latina. É o que revela um estudo conduzido pela Fiocruz, pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) e pela Universidade de San Diego, na Califórnia.

A pesquisa mostrou que, entre 1990 e 2019, a alta foi de 20,5% no número de pessoas mortas em decorrência deste tipo de tumor na região. No caso do Brasil, a mortalidade era de, aproximadamente, 10% nos anos 1990 e saltou para 12%.

O crescimento da mortalidade por câncer colorretal na América Latina contraria a tendência global, que tem sido de queda na mortalidade.

O câncer colorretal é o tumor que aparece nos 15 centímetros finais do intestino e está muito associado a inflamações geradas por maus hábitos de saúde. Embora multifatorial, ele ocorre mais em pessoas obesas, sedentárias, com dietas pouco saudáveis e que abusam do álcool.

Contexto econômico no câncer colorretal Segundo o estudo, uma explicação para o fenômeno é a combinação de hábitos ruins com as dificuldades dos sistemas de atenção à saúde dos países. A pesquisa relacionou o aumento do consumo de alimentos ultraprocessados — observado na pesquisa pelo crescimento econômico regional— com a subida da mortalidade por câncer colorretal.

Ao contrário dos países ricos, que possuem alto número de casos, mas poucas mortes, no Brasil e nos países vizinhos, a doença costuma ser identificada tardiamente.

3 Cards_Galeria_de_Fotos (2)

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer é um dos principais problemas de saúde pública no mundo e é uma das quatro principais causas de morte antes dos 70 anos em diversos países. Por ser um problema cada vez mais comum, o quanto antes for identificado, maiores serão as chances de recuperação boonchai wedmakawand

****Foto-senhora-sentada-com-maos-na-barriga.jpg

Por isso, é importante estar atento aos sinais que o corpo dá. Apesar de alguns tumores não apresentarem sintomas, o câncer, muitas vezes, causa mudanças no organismo. Conheça alguns sinais que podem surgir na presença da doença Phynart Studio/ Getty Images

****Foto-mulher-em-cima-de-uma-balanca.jpg

A perda de peso sem nenhum motivo aparente pode ser um dos principais sintomas de diversos tipos de cânceres, tais como: no estômago, pulmão, pâncreas, etc. Flashpop/ Getty Images

****Foto-pessoa-com-a-mao-no-seio-2.jpg

Mudanças persistentes na textura da pele, sem motivo aparente, também pode ser um alerta, especialmente se forem inchaços e caroços no seio, pescoço, virilha, testículos, axila e estômago FG Trade/ Getty Images

****Foto-homem-com-tosse.jpg

A tosse persistente, apesar de ser um sintoma comum de diversas doenças, deve ser investigada caso continue por mais de quatro semanas. Se for acompanhada de falta de ar e de sangue, por exemplo, pode ser um indicativo da doença no pulmão South_agency/ Getty Images

****Foto-pinta-sendo-investigada.jpg

Outro sinal característico da existência de um câncer é a modificação do aspecto de pintas. Mudanças no tamanho, cor e formato também devem ser investigadas, especialmente se descamarem, sangrarem ou apresentarem líquido retido Peter Dazeley/ Getty Images

****Foto-pessoa-com-dor.jpg

A presença de sangue nas fezes ou na urina pode ser sinal de câncer nos rins, bexiga ou intestino. Além disso, dor e dificuldades na hora de urinar também devem ser investigados RealPeopleGroup/ Getty Images

****Foto-pessoa-com-a-mao-no-seio.jpg

Dores sem motivo aparente e que durem mais de quatro semanas, de forma frequente ou intermitente, podem ser um sinal da existência de câncer. Isso porque alguns tumores podem pressionar ossos, nervos e outros órgãos, causando incômodos ljubaphoto/ Getty Images

*****Foto-homem-com-mao-da-barriga.jpg

Azia forte, recorrente, que apresente dor e que, aparentemente, não passa, pode indicar vários tipos de doenças, como câncer de garganta ou estômago. Além disso, a dificuldade e a dor ao engolir também devem ser investigadas, pois podem ser sinal da doença no esôfago DjelicS/ Getty Images

Siga a editoria de Saúde no Instagram e fique por dentro de tudo sobre o assunto!

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Ao vivo: Câmara debate acusações de suposta censura do Judiciário ao X

Comissão de Relações Exteriores ouve Michael Shellenberger e Glenn Greenwald; assista, ao vivo, no...

Humanização da saúde: paciente relata atendimento no Hospital Municipal

“Passei pela UPA e fiquei internado aqui no hospital. Assim que a gente entra...

Após “ignorar” Davi no BBB, Paulo Ricardo tem show cancelado. Entenda

O cantor Paulo Ricardo teria tido um show em Fortaleza, no Ceará, cancelado por...

Moro: envolvimento em desvio de dinheiro da Lava Jato é “mera ficção”

Apesar de ainda não ter sido julgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por...

Mais para você