InícioEditorialPolítica NacionalCPI do DF prepara ofensiva para ouvir três generais sobre 8 de...

CPI do DF prepara ofensiva para ouvir três generais sobre 8 de Janeiro

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os atos de vandalismo ocorridos em 8 de Janeiro na capital federal, instalados na Câmara Legislativa do Distrito Federal, prepara uma ofensiva que visa convocar o general Edson Gonçalves Dias, atual chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o general Augusto Heleno, antigo chefe do órgão e que havia faltado um convite prévio realizado pela CPI, e o general Gustavo Henrique Dutra, que havia solicitado que respondesse à oitiva por escrito. Chico Vigilante (PT), deputado distrital do Distrito Federal, argumentou que “CPI não funciona assim” e ressaltou a importância da presença dos convocados para os trabalhos legislativos. “Somos favoráveis a que todos os três venham depor o quanto antes. Se eles não quiserem vir, pediremos ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que autorize a convocação deles”, disse. O parlamentar também pontuou que é preciso verificar se os vândalos que invadiram e depredaram o Palácio do Planalto durante os atos de violência de 8 de Janeiro encontram-se presos. “Por isso serão convocados os três generais”, pontuou. Ainda nesta quarta-feira, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Gonçalves Dias, optou por não participar da audiência da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados. Segundo o deputado Ubiratan Sanderson (PL-RS), presidente do colegiado, o general apresentou um atestado médico como justificativa. O documento clínico indicava que o militar foi atendido uma hora antes da sessão começar com “quadro clínico agudo e com necessidade de medicação e observação”, “devendo ter ausência em compromissos justificadas por motivo de saúde na presente data”.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Fazer refeições mais cedo reduz risco de problemas cardiovasculares

Estudo mostra que quem come depois das 21h tem probabilidade 28% maior de desenvolver...

A avaliação do time de Lewandowski sobre o projeto que limita delações

Integrantes da cúpula do Ministério da Justiça veem com cautela o projeto de lei...

Após seca histórica, indústria do AM acende alerta para clima em 2024

Meses após a seca histórica no Rio Negro, em Manaus, capital do Amazonas, a...

Governador liga para Lewandowski após ataques com mortes no Ceará

Elmano de Freitas (PT) diz não descartar pedir apoio do governo Lula para reforçar...

Mais para você