InícioEditorialPolítica NacionalDani Calabresa celebra decisão judicial que proíbe Melhem de cita-la

Dani Calabresa celebra decisão judicial que proíbe Melhem de cita-la

A Justiça de São Paulo proibiu o comediante de falar publicamente sobre as mulheres que o acusam de assédio

A humorista Dani Calabresa falou ao portal LeoDias durante o Camarote Brahma neste domingo (11.fev.2024) Reprodução/Youtube @oficialleodias – 11.fev.2024

PODER360 11.fev.2024 (domingo) – 22h54

A humorista Dani Calabresa comemorou neste domingo (11.fev.2024) a decisão do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) de proibir o comediante Marcius Melhem de citar, publicamente, o nome ou apelido dela, de sua advogada Mayra Cotta ou das atrizes Carol Portes, Veronica Debom e Renata Ricci.

Em entrevista ao portal LeoDias, a humorista agradeceu à Justiça pela “vitória”. “Essa é, na verdade, uma 2ª grande vitória, porque a 1ª foi ter a minha denúncia acatada dentro da empresa […] e ele não trabalha mais lá”, disse ela.

Por fim, Calabresa afirmou que espera que o caso possa incentivar outras mulheres a denunciarem casos de assédio. “Que isso, de alguma forma, chegue em mulheres que passam por situações inadmissíveis e se questionam ‘será que estou sendo exagerada? Será que estou sendo dramática, será que é brincadeira?’ A gente sabe quando não é. É isso, amigas! Estamos juntas!”.

CASO MELHEM O caso veio a público em dezembro de 2019. No ano seguinte, ganhou destaque a partir de uma reportagem da revista Piauí. O texto narra relatos de profissionais que dizem ter sido assediadas, tanto moralmente como sexualmente, pelo humorista. São citadas duas supostas vítimas de assédio sexual, 7 de assédio moral e 3 de assédio sexual e moral.

Uma dessas mulheres é a humorista Dani Calabresa. Segundo a reportagem, Melhem tentou “agarrá-la” e mostrar a ela seu pênis em um karaokê em Botafogo, no Rio de Janeiro. O episódio se passou em novembro de 2017. O humorista foi demitido da Globo em agosto de 2020.

Em entrevista ao Poder360, em maio de 2023, Melhem admitiu que durante o período em que chefiou a equipe de humor da TV Globo era comum que ele e seus subordinados fizessem “brincadeiras” entre si. Ele afirmou que, em alguns casos, a equipe “passava do ponto”, mas negou que houvesse um “ambiente tóxico” de trabalho. Disse que a acusação de assédio sexual é “completamente falsa”.

Assista à entrevista com Marcius Melhem (48min55s):

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Lewandowski determina inspeções em penitenciárias federais

Ministério da Justiça diz que câmeras defeituosas devem ser substituídas e o efetivo de...

Pomba ou rola? Chico Pinheiro detona Silas Malafaia. Entenda!

Chico Pinheiro virou assunto nesta quarta-feira (21/2), depois de fazer uma publicação bastante polêmica...

TV Globo toma atitude após atraso no pagamento de figurantes

Depois da coluna Fábia Oliveira noticiar que figurantes da TV Globo estavam reclamando da...

Mais para você