InícioEditorialPolítica NacionalDavi Alcolumbre deve ser escolhido para relatar reforma tributária no Senado

Davi Alcolumbre deve ser escolhido para relatar reforma tributária no Senado

O senador Davi Alcolumbre (União Brasil-AP) deverá ser o relator da reforma tributária durante a análise da proposta no Senado Federal, dizem envolvidos diretamente na construção do projeto. As informações são do repórter Bruno Pinheiro, da Jovem Pan News. O nome de Alcolumbre é o indicado do relator da reforma na Câmara dos Deputados, deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Na transição de uma análise de proposta no Congresso, é importante que a escolha dos relatores esteja bem articulada entre as duas Casas. No fim da tarde desta sexta-feira, 7, está marcada reunião no Palácio do Planalto com Aguinaldo Ribeiro e líderes partidários, onde o assunto deverá ser tratado.

Câmara dos Deputados aprovou em primeiro e segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45/2019, que adota uma reforma tributária no país, cujo objetivo é simplificar o sistema tributário brasileiro e diminuir os encargos decorrentes de sua complexidade, trazendo um legislação uniforme e regras harmônicas aplicáveis em todo o território nacional. O Conselho Federativo, previsto na proposta, será responsável por centralizar a arrecadação do futuro Imposto sobre Valor Agregado (IVA) estadual e municipal, que vai substituir o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre Serviços (ISS). O órgão será formado por 27 representantes, de cada um dos Estados e do Distrito Federal (DF), sendo que 14 terão voto com peso igual pelos municípios e 13 terão voto ponderado pelo número de habitantes, também pelos municípios.

Em conversa com jornalistas na manhã desta sexta-feira, 7, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, comentou a aprovação do projeto da reforma tributária na Câmara dos Deputados e declarou que espera uma tramitação sem problemas na próxima etapa, no Senado. De acordo com o ministro, os senadores já estariam “muito contemplados pelo texto, Haddad teceu elogios ao relator da proposta na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP). “O Aguinaldo já considerou a PEC 110, que estava no Senado. Então, ele já fez um trabalho de mediação muito grande (…) houve um incremento substantivo de propostas que foram acolhidas.” O ministro também revelou que ligou para agradecer o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), pela mobilização para votar a reforma. Ele rebateu as críticas de prefeitos e governadores ao Conselho Federativo e o receio de perderem recursos de arrecadação.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Ao vivo: Autoridades participam de seminário da Esfera Brasil

Campos Neto, Paul Prates e Rodrigo Pacheco são alguns dos participantes do “Seminário Brasil...

Registro de conflitos no campo batem recorde no primeiro ano sob Lula, aponta relatório

Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação O presidente Lula 22 de abril de 2024 | 09:10 ...

Veículo de ex-vereador pega fogo em Itamaraju

Moradores do bairro URBIS III, auxiliaram um ex-vereador, a conter o princípio de incêndio...

Fernanda Montenegro aciona a Justiça para provar ao INSS que está viva

Aos 94 anos, Fernanda Montenegro está em uma batalha judicial contra o INSS (Instituto...

Mais para você