InícioEditorialPolítica NacionalDeltan Dallagnol desiste de concorrer à Prefeitura de Curitiba nas eleições de...

Deltan Dallagnol desiste de concorrer à Prefeitura de Curitiba nas eleições de 2024

Ex-procurador mudou do partido Podemos para o Novo em setembro de 2023, para assumir o cargo de embaixador nacional da legenda; ele recebe R$ 41 mil pela função

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Partido Novo teve o maior número de filiações em um único mês no partido desde junho de 2019, logo após a chegada do ex-deputado federal

O ex-deputado federal e ex-procurador da República Deltan Dallagnol (Novo) desistiu de concorrer à Prefeitura de Curitiba nas eleições deste ano. Nesta sexta-feira, 3, o partido informou que “não prosseguirá” com a pré-candidatura do ex-parlamentar, que havia sido anunciada em janeiro. “Depois de muito orar e refletir, sinto que minha missão neste momento vai além de Curitiba e que posso contribuir de modo mais amplo para a renovação política, ajudando a formar e eleger bons candidatos Brasil afora. Servir nunca foi ou será sobre ocupar um cargo. Não buscamos um cargo, mas uma transformação. O cargo é apenas um possível meio ou instrumento. Servir é sobre fazer a maior e melhor diferença onde ela é mais necessária. É sobre dar a sua melhor contribuição e eu entendo que a minha agora é essa”, disse o ex-deputado. Deltan concluiu a mudança do Podemos para o Novo em setembro de 2023 para assumir o cargo de embaixador nacional da legenda. Ele recebe R$ 41 mil pela função.

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

O Novo teve o maior número de filiações em um único mês no partido desde junho de 2019, logo após a chegada do ex-deputado federal. Foram 1.720 novos membros registrados em outubro, um mês após a chegada dele. Em novembro, ele falou que poderia ser candidato à prefeitura da capital paranaense. “Vamos para a linha de frente dessa batalha junto com a população guerreira da República de Curitiba, que sempre apoiou a Lava Jato”, disse Deltan, em referência à operação que lançou seu nome nacionalmente. “O Novo está em primeiro lugar nas pesquisas e tem excelentes nomes que podem ser lançados.” Em 2022, Deltan foi eleito o deputado federal mais votado do Paraná, com 344.917 votos. No entanto, ele foi cassado em maio pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em decisão unânime, e exerceu a função, pela última vez, nos primeiros dias de junho. A decisão da Corte Eleitoral poderia ter efeitos neste ano. Em setembro do ano passado, quando se filiou ao Novo, o ex-deputado foi questionado sobre a perda de seus direitos políticos. Na ocasião, Deltan Dallagnol disse que, segundo vários juristas, ele não perdeu a capacidade de concorrer, uma vez que somente a candidatura foi anulada. Uma corrente majoritária de entendimento, porém, o considera inelegível por oito anos. Caberá à Justiça Eleitoral definir sobre a questão no momento de uma eventual tentativa de concorrer.

*Com informações de Estadão Conteúdo

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Vaccari, ex-tesoureiro do PT, volta a influir na Petrobras

Preso pela Lava Jato e solto em 2019, João Vaccari Neto está trabalhando nas...

Matteus após exposição de fraude: “Pessoas com maldade quiseram fazer”

O ex-BBB Matteus Amaral voltou a falar sobre a acusação de fraude no sistema...

Adolescente morre esfaqueado por segurança de condomínio em Guarulhos

São Paulo — Um adolescente de 17 anos foi morto esfaqueado pelo segurança de...

Mais para você