InícioEditorialPolítica NacionalDino sugere mandato de 11 anos para ministros do STF e segue...

Dino sugere mandato de 11 anos para ministros do STF e segue Lula na defesa do voto secreto

Ministro da Justiça destacou que Suprema Corte americana não revela votos dos magistrados e afirmou que medida não reduz transparência dos julgamentos

TON MOLINA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Flávio Dino e Lula participaram da cerimônia de encerramento dos Cursos de Formação Profissional da Polícia Federal, em Brasília

O ministro da Justiça, Flávio Dino, defendeu que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) tenham mandato de 11 anos, com voto secreto. Mais cedo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva também defendeu que as posições dos magistrados em julgamentos fiquem em anonimato, sendo divulgado apenas o placar da votação. Questionado sobre a declaração do chefe, Dino concordou e trouxe o exemplo dos Estados Unidos, onde os julgamentos da Suprema Corte funcionam dessa maneira. “Há um debate posto no mundo sobre a forma dos tribunais supremos deliberarem. Nós temos uma referência da Suprema Corte dos EUA, que delibera exatamente assim: a partir dos votos individuais, é comunicada a posição da Corte, e não a posição individual desse ou daquele ‘justice’. Algumas supremas cortes ao redor do mundo adotam este modelo”, disse, em entrevista coletiva após um evento da Polícia Federal, realizado em Brasília. 

Dino negou que exista a pretensão de realizar algum tipo de alteração no governo atual, mas afirmou que o debate sobre o tema é válido e que ambos modelos (voto secreto ou público dos ministros) são transparentes. “A decisão é comunicada de modo transparente. Apenas há a primazia do colegiado por sobre as vontades individuais. É um modelo possível, não tenho elementos a essas alturas que um modelo é melhor que o outro. Apenas que em ambos são transparentes. Em um se valoriza mais a posição transparente do colegiado, no outro se privilegia a ideia de cada um votando separadamente”, disse Dino. 

O ministro da Justiça lembrou ainda que apresentou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 342 de 2009 que propõe mandato de 11 anos para ministros do STF. Ele citou que o modelo é adotado por países europeus, mas que os debates sobre mandato e voto secreto não serão foco do atual governo. “É um debate válido [sobre voto secreto], assim como o debate acerca dos mandatos no tribunal. […] Em algum momento esse debate vai ocorrer. É claro que não é algo para já, já, para amanhã. Eu apresentei uma PEC em 2009 que tramita até hoje na Câmara propondo a instituição do mandato de 11 anos”, concluiu o ministro.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Brasileiros preferem Michelle a Janja, diz Paraná Pesquisas

Dos entrevistados, 43% dizem gostar mais da ex-primeira-dama do que da atual; 16% não...

Exclusivo: prima de cantora famosa estará em game show da Record

As gravações do novo game show da Record, o Acerte ou Caia, que será...

Entidade israelista no Brasil critica Lula: “Michel ficou para trás”

Instituições e movimentos israelitas no Brasil divulgaram notas em que lamentam a morte do...

Mais para você