InícioEditorialDiretor defende professor que carimbou alunos: “Todo mundo lanchou”

Diretor defende professor que carimbou alunos: “Todo mundo lanchou”

O diretor do Centro Educacional (CED) 3 de Planaltina, Ronaldo Vieira dos Santos, defendeu o professor de geografia Saimon Freitas Cajado Lima. O docente carimbou a mão de alunos no Centro Educacional (CED) 03 de Planaltina para evitar que eles repetissem a merenda. O episódio ocorreu na última sexta-feira (2/9), pela manhã, mas só foi revelado nesta sexta (9/9) pela TV Globo e pelo portal G1DF.

O Metrópoles entrevistou o responsável pela instituição de ensino na tarde desta sexta. Questionado se o colégio aplicaria sanções ao educador responsável pelo carimbo, Ronaldo contestou a necessidade de qualquer ato de reprovação institucional.

“Informei à Secretaria de Educação [sobre o carimbo], vai caber a eles julgarem se vai ter ou não sanção. Mas acho que não deveria ter sanção. Por que sanção? Sanção, não; isso aconteceu, ele achou por bem [usar o carimbo], e tem muitos alunos que compactuaram com isso”, defendeu o diretor do CED 3.

A escola nega que os alunos tenham sido carimbados durante duas semanas, mas admite que o instrumento foi usado na última sexta, quando nem o diretor nem o vice estavam na unidade de ensino. “O professor, para tentar ajudar os alunos, para que alguns alunos não ficassem sem comida, pegou o carimbo, começou a carimbar a mão deles, mas com o intuito de ajudar. Todo mundo lanchou e, quando acabou, todo mundo repetiu à vontade”. explica o diretor.

Corregedoria vai investigar professor de geografia após alunos serem carimbados para não repetirem comida 

Por fim, o gestor da escola diz ter sido surpreendido, na última segunda-feira, com uma equipe da Ouvidoria. Foi somente neste momento que ele descobriu que os alunos foram marcados para não repetirem o lanche. O professor Saimon Freitas assumiu a culpa pelo ato.

“Quando ele falou que tinha feito isso, eu falei: ‘rapaz, isso vai dar BO, não faça mais isso, vai dar BO’. Nossos alunos têm muito direito, mas deveres e obrigação, nenhum”, disse o diretor. A escola nega que falte merenda aos estudantes, já que a quantidade é enviada semanalmente pela Secretaria de Educação com base no número de matriculados.

Atualmente, 1.796 alunos estudam no CED 3 de Planaltina, divididos em aulas do ensino médio, ensino fundamental e educação de jovens e adultos (EJA). Os carimbados seriam os de ensino médio, que têm aulas pela manhã. No momento da entrevista, o professor Saimon prestava esclarecimentos à Secretaria de Educação (SEE) e não estava na escola.

O diretor da escola informou que pediu para o educador não falar com a imprensa e assumiu a responsabilidade pelo que aconteceu no CED 3. Ronaldo diz ainda que vai trabalhar durante o fim de semana para encontrar uma forma de organizar a fila para os estudantes.

Saiba quem é o professor que carimbou alunos para não repetirem merenda

“Vou ter que colocar a cabeça para funcionar neste final de semana. Hoje, tive reunião com os alunos. Na escola pública, antigamente, havia uns carrinhos que saíam servindo o lanche. O mais justo é servir em sala de aula, ou se não tem um refeitório, aluno vai lá, pega o lanche, senta e lancha”, ponderou.

O post Diretor defende professor que carimbou alunos: “Todo mundo lanchou” apareceu primeiro em Metrópoles.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Lula disse que não quer confusão na Petrobras, diz Magda Chambriard, em cerimônia de posse

“A missão dada pelo presidente foi a de movimentar a Petrobras, porque ela impulsiona...

Autor do PL do Aborto diz não abrir mão do texto, mas admite ajustes

Durante entrevista para jornalistas nesta quarta-feira (19), o deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), que é...

CCJ do Senado aprova liberação de cassino, bingo, jogo do bicho e corrida de cavalos

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (19) o...

Mais para você