InícioNotíciasPolíticaEduardo Leite está mais para barata tonta do que para Caramelo

Eduardo Leite está mais para barata tonta do que para Caramelo

A segunda-feira (21/5) começou com o governador Eduardo Leite (PSDB), em entrevista ao jornal Globo, defendendo o adiamento das eleições municipais no seu estado, o Rio Grande do Sul, devastado pelas chuvas. E terminou com ele, à noite, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura de São Paulo, aparentemente defendendo o contrário.

Ao Globo, ele disse:

“Ainda é um pouco cedo, mas também não vai poder retardar muito essa discussão. Junho já é um momento pré-eleitoral e em julho se estabelecem as convenções. É um debate pertinente. O Estado estará em reconstrução, ainda em momentos incipientes, em que trocas de governos municipais podem atrapalhar esse processo. O próprio debate eleitoral pode acabar dificultando a recuperação.”

E à TV Cultura:

“Não estou discutindo essa ideia no momento (…) Existem muitos argumentos contra o [adiamento das eleições], vivemos em uma democracia, a rotina do voto é importante, tem toda essa questão de prorrogar, enfim… Acho que é precipitado, não é tema para o momento, se for, não vai ser liderado pelo governo do estado. Tendo as eleições regularmente, vamos lidar com elas.”

Leite está parecendo uma barata tonta. Dirá, se já não disse, que foi mal interpretado, ou que se explicou mal quando afirmou ao Globo que o adiamento das eleições “é um debate pertinente” e que “trocas de governos municipais” e “o próprio debate eleitoral” poderiam atrapalhar o processo de recuperação do Rio Grande do Sul.

Ou então poderá dizer a partir de hoje que se explicou mal quando afirmou à TV Cultura que “tem toda essa questão de prorrogar” [as eleições], mas que acha “precipitado” fazê-lo neste “momento”; se houver discussão, ela não será liderada “pelo governo do Estado”. Suas palavras, portanto, teriam sido retiradas de contexto, uma desculpa corriqueira,.

Na semana passada, em entrevista à Rede Bandeirantes de Televisão, perguntado sobre a construção de casas para os desabrigados que perderam as suas, Leite preferiu falar sobre o impacto no comércio local das doações que chegam ao Rio Grande do Sul enviadas por brasileiros de todos os Estados, solidários com os gaúchos.

Primeiro, Leite agradeceu “à monumental solidariedade” das pessoas, para em seguida dizer coisas do tipo:

“[…] quando você tem um número tão grande de doações físicas chegando ao estado, há um receio, pelo que já observamos em outras situações, sobre o impacto que isso terá no comércio local.”

“Você tem uma cidade que foi impactada, um comércio que foi impactado, e o reerguimento desse comércio fica dificultado na medida em que você tem uma série de itens que estão vindo também de outros lugares do país […]”.

“[Não quero] ser entendido como alguém que está desprezando isso, pelo contrário. Mas inclusive isso, também, gera uma preocupação aqui pra nós sobre o impacto no comércio local do Rio Grande do Sul.”

O que disse ou quis dizer o governador? Que as doações que expressam “a monumental solidariedade” do povo brasileiro prejudicam o comércio local, e que algum caminho deve ser encontrado para que isso não aconteça? Leite não apontou o caminho. Mas a repercussão de sua fala foi tão negativa que ele se desculpou.

Adiamento da eleição no Rio Grande do Sul poderá haver, mas só por algumas semanas. Transferi-las para o próximo ano, jamais, porque isso implicaria na prorrogação do mandato de prefeitos e vereadores. Nem à época da pandemia da Covid que atingiu todo o país isso foi possível, a não ser que mudem a Constituição. Não tem cabimento.

Arquem os que tiverem de arcar com a responsabilidade de não terem tomado providências para evitar a destruição das cidades que governam. A culpa pela tragédia não é só das chuvas torrenciais; é, principalmente, dos mal administradores. A propósito: Caramelo para senador pelo Rio Grande do Sul em 2026.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Temor fiscal piora humor do mercado e faz dólar e juros subirem

Bolsa de Valores perde o patamar de 120 mil pontos; governo Lula se compromete...

Desafios comuns no intercâmbio e como superá-los

Está planejando seu intercâmbio e já sabe que vai enfrentar vários desafios e quer...

Prefeitura realiza terraplanagem em bairro teixeirense

Vias seguras e planejadas são o foco das ações realizadas pela Prefeitura Municipal de...

Exclusivo: Hariany Almeida é vetada em programa de Virginia Fonseca

A coluna Fábia Oliveira descobriu novos capítulos dos bastidores da “treta” entre Virginia Fonseca...

Mais para você