InícioNotíciasPolicialEm 11 meses, Salvador e RMS têm mil mortos por arma de...

Em 11 meses, Salvador e RMS têm mil mortos por arma de fogo

Desde que o Fogo Cruzado começou a atuar na Bahia, em julho de 2022, há 11 meses, o Instituto registou, na última segunda-feira (5), que Salvador e a Região Metropolitana chegaram ao marco de 1.000 pessoas mortas por arma de fogo. Maio foi o mês com o maior registro de pessoas mortas (115), e dezembro o mês de menor registro, com 54 mortes.

De lá para cá, o balanço total aponta que entre os 1.000 óbitos estão uma criança, 26 adolescentes, 12 idosos e 958 adultos. Três pessoas não tiveram a faixa etária informada.

As mortes registradas nesses 11 meses de atuação do Instituto tiveram como principais motivações homicídios/tentativas (769 vítimas); ações e operações policiais (376 vítimas); disputas (108 vítimas); tentativas/roubo (106 vítimas) e sequestros/ cárcere privado (11 vítimas).

Foram 116 pessoas mortas em chacinas, 14 por bala perdida e sete mulheres foram vítimas de feminicídios/tentativas. Ao todo, 95 pessoas foram mortas em residências, 26 em bares, 15 enquanto estavam em eventos, três dentro de shoppings, dois enquanto utilizavam o transporte público e uma pessoa foi morta dentro de uma barbearia.

Os homens são maioria, com 909 mortes, o que corresponde a 90,9% dos óbitos. Os dados registraram a morte de 82 mulheres (8,2%) nesse período, seguido do registro de outras nove pessoas que não tiveram gênero informado

Do total de mortos, 292 eram pessoas negras e 46 eram pessoas brancas. Não foi possível obter a identificação racial de 662 pessoas.

Entre as 1.000 pessoas mortas por armas de fogo, 33 eram ex-detentos; 17 agentes de segurança; 11 motoristas de aplicativo; 11 mototaxistas; 11 rifeiros; seis vendedores ambulantes; cinco entregadores / Motoboys, uma Grávida e um político.

Salvador lidera, com o maior número de mortes, o ranking dos 13 municípios que compõem a Região Metropolitana de Salvador:

  • Salvador: 690 mortes
  • Camaçari: 99 mortes
  • Simões Filho: 42 mortes
  • Mata de São João: 41 mortes
  • Lauro de Freitas: 32 mortes
  • Dias D’Avila 31 mortes
  • Candeias: 30 mortes
  • Vera Cruz: 13 mortes
  • Madre de Deus: 8 mortes
  • Pojuca: 5 mortes
  • São Sebastião do Passé: 5 mortes
  • Itaparica: 3 mortes
  • São Francisco do Conde: 1 morte

Salvador concentra a maioria dos bairros onde foram mapeadas as vítimas, entre os bairros com maior número de vítimas estão:

● Fazenda Grande do Retiro: 33 mortes

● Sao Cristovão: 31 mortes

● Lobato: 27 mortes

● Beiru/Tancredo Neves: 20 mortes

● Rio Sena: 18 mortes

● Águas Claras: 17 mortes

A Secretaria de Segurança Pública afirmou que não comenta os dados apresentados pelo aplicativo “por não se tratar de um recurso oficial”. “Os dados gerados de forma indiscriminada e sem confirmação oficial podem produzir estatísticas distorcidas”, diz nota.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Rio de Janeiro decreta epidemia de dengue

O Estado do Rio de Janeiro decretou nesta quarta-feira, 21, epidemia de dengue em...

Tudo acordado com o Executivo sobre emendas foi sancionado, diz Haddad

“Isso foi reconhecido pelo próprio Arthur Lira”, afirma o ministro da Fazenda em relação...

Marta estreia na campanha de Boulos em reduto onde ajudou rival tucano

São Paulo – De volta ao PT, a ex-prefeita paulistana Marta Suplicy fará, nesta...

Bolsonaro se hospedará no Palácio dos Bandeirantes quando for para ato

Divulgação/Redes sociais 1 de 1 O governador de São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas,...

Mais para você