InícioEditorialEconomiaExportações do agro brasileiro chegaram a US$ 14 bi em setembro

Exportações do agro brasileiro chegaram a US$ 14 bi em setembro

Logo Agência Brasil

As exportações do agronegócio brasileiro chegaram a quase US$ 14 bilhões no mês passado. Foi o maior valor para o mês de setembro, com alta de 38%, na comparação com o mesmo mês de 2021.

O coordenador-geral de Estatística e Análise Comercial do Ministério da Agricultura, Gustavo Cupertino, atribui esse resultado a dois fatores.

Notícias relacionadas:

  • Produtores querem mostrar sustentabilidade da agropecuária na COP27.

“O principal elemento que vem influenciando todo o comportamento das exportações é o fator preço. O índice de preços comparando mês a mês teve uma alta de 17,2%, comparando setembro de 2022 a setembro de 2021. Porém, nesse mês, também houve um aumento expressivo do volume de 18,1%. A gente pode atribuir praticamente esse crescimento em volume, às exportações recorde de milho.”

O principal setor exportador do agronegócio brasileiro é a soja. O grão e seus derivados, tiveram alta de 24% em setembro e somaram quase 4 bilhões de dólares em exportação. A venda de carne para outros países subiu 11% e passou dos 2 bilhões e 400 milhões de dólares. Esse valor também foi um recorde para o mês. A exportação dos setores de cereais, como o milho; produtos florestais, como a celulose; e sucroalcooleiro acompanharam a tendência de crescimento.

Entre as importações, o Brasil comprou pouco mais de 2 bilhões de dólares em fertilizantes, no mês passado. É um valor 14% maior que em setembro de 2021. Apesar disso, a quantidade de fertilizantes comprada caiu 22%.

O coordenador do Ministério da Agricultura, Gustavo Cupertino, avaliou que o conflito na Ucrânia teve impacto pontual nas exportações brasileiras.

“A guerra tirou de de imediato um fornecedor importante agrícola, que é a Ucrânia, e trouxe muita dúvida em relação à capacidade e oferta internacional de diversos produtos, como o próprio milho, o trigo, os óleos vegetais, que foram os que tiveram o principal impacto isso porque a Ucrânia é o principal exportadora mundial de óleo de girassol, por exemplo. No caso do milho isso fica muito evidente porque, se a gente for raciocinar porque o milho tem quatro grandes exportadores mundiais que são Brasil, Estados Unidos, Argentina e Ucrânia. No momento que você tira um deles, isso tem reflexo imediato nos preços.”

Nos nove primeiros meses do ano, o Brasil exportou 122 bilhões de dólares. Esse valor já é maior que a soma de todo o ano passado, que fechou em 120 bilhões de dólares. A expectativa do governo é que este ano termine com um novo recorde histórico de exportações, ainda sentindo os efeitos do cenário internacional no nosso agronegócio.

Economia Brasília Produtores querem mostrar sustentabilidade da agropecuária na COP27 18/10/2022 – 22:05 Raquel Mariano (Rádio Nacional) e Luiz Claudio Ferreira (web) Victor Ribeiro, da Rádio Nacional economia Agroindústria terça-feira, 18 Outubro, 2022 – 22:05 2:50

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Janja assume imagem do governo nas ações de ajuda aos RS

A primeira-dama tem mostrado mais protagonismo até do que ministros ao levar donativos para...

Advogada sumida enviou mensagem de despedida aos filhos: “Estou longe”

Advogada desaparecida em Petrópolis RJ), Anic Almeida Peixoto Herdy, 55 anos, enviou uma mensagem...

Receita Federal libera consulta ao primeiro lote de restituição de 2023 para contribuintes do Rio Grande do Sul

A Receita Federal liberará a consulta ao primeiro dos cinco lotes de restituição de...

Mais para você