InícioEditorialPolítica NacionalGoverno Bolsonaro deixa herança bendita, mas PEC ‘fura-teto’ prejudicará os mais pobres,...

Governo Bolsonaro deixa herança bendita, mas PEC ‘fura-teto’ prejudicará os mais pobres, diz Sachsida

O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, concedeu uma entrevista exclusiva ao programa Os Pingos nos Is nesta quarta-feira, 21, e aproveitou para elencar as melhorias realizadas pelo atual governo no setor. Segundo o chefe da pasta, o terceiro governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) — eleito nas eleições presidenciais que ocorreram em outubro — receberá uma “herança bendita” de Jair Bolsonaro (PL). “O Brasil reduziu de maneira permanente 13 impostos e manteve preços livres. Inflação brasileira será, pela primeira vez, menor que nos Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra. E o crescimento brasileiro será maior que dos Estados Unidos, Alemanha e China”, pontuou. Nas palavras de Sachsida, há um claro avanço nas políticas energéticas, já que o mundo enfrenta uma crise relacionada ao tema, enquanto o Brasil diminui os preços cobrados pelo combustível e pela energia consumida pela população. “Nossa equipe econômica preza por consolidação fiscal. Estamos entregando, pela primeira vez desde a redemocratização um país que gasta menos em relação ao PIB do que a quatro anos atrás. As contas públicas estão em ordem. Autonomia do Banco Central, lei de ferrovias, nova lei de cabotagem, novas leis que trazem segurança par ao investimento privado… São legados que o governo está deixando”, ressaltou.

Ao comentar sobre a aprovação em segundo turno da Proposta de Emenda à Constituição ‘fura-teto’ na Câmara do Deputados, que visa ampliar em R$ 145 bilhões o gasto público fora do teto de gastos, Sachsida alertou que, com práticas fiscais irresponsáveis, “o risco do país aumenta, a taxa de juros aumenta, inflação aumenta e o câmbio desvaloriza”, causando um impacto maior à população mais pobre — já que o governo, em tese, terá problemas para pagar sua dívida e os menos favorecidos receberão um benefício com menor poder de compra. “Você precisa gastar mais para rolar a dívida e o pobre recebe menos em decorrência da inflação. Essa PEC da gastança só olha um lado, só aumenta o gasto”, finalizou.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

No STF, PM réu pelo 8/1 vê descoordenação de inteligência e cita erros

O ex-comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) coronel Fábio Augusto Vieira, réu...

Documentos secretos revelam que ditadura expulsou diplomatas gays

Um novo relatório secreto chegou à mesa do ministro José de Magalhães Pinto, em...

Janja brinca com militar, entrega cadela Resistência e a pede de volta

Primeira-dama fez graça durante envio de ração para pets ao Rio Grande do Sul;...

Leo Santana lota Anhangabaú na abertura da Virada Cultural de SP

São Paulo — O começo do show atrasou mais de uma hora e o...

Mais para você