InícioEditorialGoverno de São Paulo estuda ampliar câmeras na região da Cracolândia

Governo de São Paulo estuda ampliar câmeras na região da Cracolândia

O governo de São Paulo pretende ampliar o número de câmeras na Cracolândia. O objetivo é intensificar o monitoramento para identificar os aproximadamente 1 mil dependentes químicos que frequentam a região e individualizar o atendimento. A expectativa é de que 3 mil câmeras sejam compradas e instaladas no Estado, sendo que uma parte seria destinada à Cracolândia. Além disso, o governo estuda instalar outras 3 mil câmeras em viaturas policiais. “Temos que trabalhar a questão de forma integrada. Estamos buscando especialistas e a literatura”, frisou o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), durante entrevista coletiva na noite desta segunda-feira, 24. Segundo o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite, as compras das câmeras devem terminar até o fim deste ano. No último fim de semana, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, por meio da 1ª Delegacia Seccional (Centro), com trabalho de inteligência do 3º Distrito Policial (Campos Elíseos) e de suas distritais e especializadas, prendeu em flagrante 16 pessoas por envolvimento ao tráfico de drogas na região da Cracolândia. Outros dois procurados pela Justiça foram capturados durante a ação.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Casal homossexual denuncia loja que se recusou a fazer convite de casamento

O produtor Henrique Nascimento denunciou um ateliê do interior de São Paulo que se...

Comitiva brasileira viaja ao Congresso dos EUA para abordar questões democráticas e embate entre Musk e Moraes

Uma delegação de parlamentares brasileiros está se preparando para visitar o Congresso dos Estados...

Oportunidade de fazer o “L”, diz Alckmin sobre Dia da Libras

Vice-presidente afirma que brasileiros elegeram Lula para terem um país mais justo e inclusivo...

Mais para você