InícioNotíciasPolíticaGoverno do RS: cidades provisórias devem dar “dignidade às pessoas”

Governo do RS: cidades provisórias devem dar “dignidade às pessoas”

Para resolver o problema dos desalojados no Rio Grande do Sul (RS), o vice-governador do RS, Gabriel Souza (MDB), em entrevista na coletiva nesta sexta-feira (17/5), afirmou que o problema que deve ser atendido com mais urgência é a “questão da dignidade das pessoas”. Souza detalhou como serão as cidades provisórias já anunciadas anteriormente pelo governo estadual do RS.

“Não há hoje nos abrigos número de chuveiros suficiente. Há crianças, idosos, autistas, mulheres sozinhas com filhos e animais de estimação aos milhares”, afirma o vice-governador.

Fotos gerais enchente em Porto Alegre – Rio Grande do Sul

Alagamento do Aeroporto Internacional Salgado Filho Ricardo Stuckert / PR

Fotos gerais enchente em Porto Alegre – Rio Grande do Sul

Sobrevoo das áreas afetadas pelas chuvas em Canoas (RS) Ricardo Stuckert / PR

Fotos gerais enchente em Porto Alegre – Rio Grande do Sul

Cidade de Canoas inundada por conta dos temporais no Rio Grande do Sul Ricardo Stuckert / PR

Fotos gerais enchente em Porto Alegre – Rio Grande do Sul

Áreas afetadas pelas chuvas em Canoas (RS) Ricardo Stuckert / PR

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–30

Chuvas no centro de Porto Alegre Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–32

Receita adia prazo de entrega do Imposto de Renda para cidades do RS Ricardo Stuckert / PR

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–31

Bombeiros de vários Estados ajudam no Rio Grande do Sul Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–29

Governo federal reconhece calamidade pública em 336 municípios do RS Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–28

Farmácia municipal em Sinimbu Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–27

Alimentos chegam na cidade de Sinimbu, no Rio Grande do Sul Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–26

Exercito Brasileiro ajuda na cidade de Sinimbu Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–25

trabalho de limpeza e dos voluntários, reunião das autoridades locais em Sinimbu, Rio Grande do Sul Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–24

Equipe de resgate trabalham 24 horas por dia Mauricio Tonetto / Secom

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–23

Vários alojamentos são montados em cidades do Rio Grande do Sul Mauricio Tonetto / Secom

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–22

Exército, Defesa Civil e Governo do Estado se reúnem no 3º Regimento de Cavalaria de Guarda do Exército, em Porto Alegre, para alinhar ações Mauricio Tonetto / Secom

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–21

Exército, Defesa Civil e Governo do Estado se reúnem no 3º Regimento de Cavalaria de Guarda do Exército, em Porto Alegre, para alinhar ações Mauricio Tonetto / Secom

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–20

Cidade de Porto Alegre afetada pelas chuvas Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–19

Voluntários se organizam para ajudar as pessoas em situação vulnerável Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–18

Ruas alagadas em Porto Alegre Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–17

O centro de Porto Alegre ficou inundado Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–16

Vários prédios foram atingidos pela chuva no Rio Grande do Sul Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–14

Policiamento a cavalo no centro de Porto Alegre Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–15

Vários pontos estão submersos em Porto Alegre Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–13

Pessoas se arriscam na travessia de rua inundadas Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–12

voluntários tentam ajudar pessoas ilhadas Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–11

várias ruas estão intransitáveis em Proto Algre Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–10

Homem pula entre duas pontes para fugir dos alagamentos em Porto Alegre Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–9

Barcos são usados no centro de Porto Alegre Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–8

Vários pontos de Porto Alegre foram submersos Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–4

trabalho de limpeza e dos voluntários, reunião das autoridades locais em Sinimbu, Rio Grande do Sul Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–7

centro de porto alegre Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–5

Voluntários se organizam para ajudar as pessoas em situação vulnerável Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–6

Caminhões de bombeamento são vistos limpando a cidade Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre-

300 municípios são afetados pelas chuvas no Rio Grande do Sul Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–3

Governo federal reconhece calamidade pública em 336 municípios do RS Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Fotos gerais enchente em Porto Alegre–2

Governo começa na limpeza de ruas provocadas pelas chuvas no RS Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Atualmente, de acordo com o vice-governador, 78.165 gaúchos estão espalhados em 875 abrigos de 103 cidades no Rio Grande do Sul. Ao todo, 67% estão concentrados em quatro cidades, Canoas, Porto Alegre, São Leopoldo e Guaíba.

Espaço para amamentação, postos de saúde e brinquedoteca

Gabriel Souza disse que as cidades provisórias construídas nas quatro cidades terão posto de saúde, brinquedoteca, lugar para animais de estimação, chuveiros e banheiros do lado externo, dormitórios, espaço multiuso (TV e computadores), fraldário e espaço para amamentação. E, também, lavanderia, refeitório, cozinha.

Os abrigos serão estruturas provisórias que ficarão prontas entre 15 a 20 dias após a assinatura dos contratos. As áreas pré-definidas são o Centro Olímpico de Canoas, Complexo Cultural Porto Seco de Porto Alegre e o Centro de Eventos de São Leopoldo. Ainda não está definida a área de Guaíba, pois a cidade está debaixo d’água.

Plano Rio Grande

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (MDB), anunciou, na mesma coletiva, o Plano Rio Grande para a reconstrução do estado gaúcho, definindo estratégias de soluções, engenharia e a construção de novas estruturas.

Segundo o governador, em primeiro momento, as ações para a reconstrução devem ser focadas em curto, médio e longo prazo, priorizando áreas de atuação com base na evolução da situação local.

Áreas como aeroportos, rodovias, residências, escolas, unidades de saúde e equipamentos de segurança estadual, entre outras, serão o foco da reconstrução, bem como a habitação de abrigos e o saneamento básico.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Na Justiça, Zé Felipe é acusado de abandonar ex-produtor após AVC

Zé Felipe e o pai, o cantor sertanejo Leonardo, estão sendo processados por um...

Polícia Federal extradita foragido da Justiça preso em Portugal

A Polícia Federal concluiu, nesta terça-feira (11), a extradição de um brasileiro foragido da...

Polícia Federal indicia o ministro Juscelino Filho por suspeita de corrupção e organização criminosa

A Polícia Federal concluiu uma investigação que envolve o ministro das Comunicações, Juscelino Filho...

Mais para você