InícioEditorialPolítica Nacional‘Indicação é competência do presidente’, afirma Jair Bolsonaro sobre Cristiano Zanin no...

‘Indicação é competência do presidente’, afirma Jair Bolsonaro sobre Cristiano Zanin no STF

Ex-presidente evitou se estender no assunto e tecer críticas à escolha de Lula para a Suprema Corte; Bolsonaro chegou a indicar dois nomes para a mais alta instância do Judiciário

CARLOS ELIAS JUNIOR/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Durante seu mandato, Bolsonaro indicou Nunes Marques e André Mendonça para o STF

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou nesta sexta-feira, 2, a indicação do advogado Cristiano Zanin para o Supremo Tribunal Federal (STF). Ele evitou tecer críticas à escolha do atual mandatário Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante solenidade militar realizada em São Paulo. “A indicação é de competência privativa do presidente”, pontuou brevemente. Durante seu mandato, ele indicou dois nomes para a Corte: Kassio Nunes Marques, em 2020, e André Mendonça, em 2021. Ele também não quis comentar a cassação do mandato de deputado do ex-procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol. “Não falei nada até agora e vou continuar não falando”, afirmou. Caso Zanin seja aprovado para o STF, a Suprema Corte terá sete de seus 11 ministros indicados por presidentes petistas. Somente Lula terá indicado três magistrados para a mais alta instância do Judiciário. Considerando os ministros que se aposentaram por idade e ou por motivos de saúde, o atual presidente já indicou nove ministros ao Supremo Tribunal Federal: Cezar Peluso, Ayres Britto, Joaquim Barbosa e Eros Grau aposentaram-se por idade, ao completar 75 anos; e Menezes Direito, falecido em 2009, aos 66 anos, vítimas da decorrência de um tumor no pâncreas. Até o fim do ano, Lula deverá indicar mais um membro pois Rosa Weber deverá se aposentar compulsoriamente em outubro.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Mobilização indígena em Brasília vai pressionar contra o marco temporal

Acampamento Terra Livre deve durar 5 dias e organização espera reunir mais de 6...

Monitor da USP diz que ato de Bolsonaro em Copacabana reuniu 32,7 mil pessoas

Foto: Saulo Angelo/Thenews2/Folhapress Ato de Bolsonaro no Rio de Janeiro 21 de abril de...

Destruição da Amazônia reduz etnia Akuntsu a apenas 3 mulheres

A pressão ao longo de décadas de colonizadores e desmatadores reduziu uma das pouco...

Fiscalização da Lei Seca flagra ‘fadas’ cobrando para ajudar motoristas na blitz

A fiscalização da Lei Seca no Rio de Janeiro flagrou motoristas que cobram dinheiro...

Mais para você