InícioEditorialInflação encerra ano de 2023 em 4,62% e volta a ficar dentro...

Inflação encerra ano de 2023 em 4,62% e volta a ficar dentro da meta

A inflação acumulada no Brasil fechou o ano de 2023 em 4,62%, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira, 11. Esse valor está 0,13 pontos percentuais abaixo do teto da meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CVM), que era de 4,75%. Durante o ano, não houve grandes oscilações no IPCA, e em nenhum mês o índice chegou a 1%, com exceção de junho, quando ocorreu uma deflação de -0,08%. O grupo que mais contribuiu para o resultado do IPCA em 2023 foi o de Transportes, que teve uma alta de 7,14%, representando um impacto de 1,26 pontos percentuais no acumulado do ano. Em seguida, aparecem os grupos de Saúde e cuidados pessoais, com alta de 6,58% e impacto de 0,86 p.p., e Habitação, com alta de 5,06% e impacto de 0,77 p.p. O grupo de maior peso no IPCA, Alimentação e bebidas, teve um crescimento de 1,03% ao longo do ano. Em dezembro, a inflação do país foi de 0,56%, sexto mês seguido em alta.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Dentro do grupo de Transportes, o subitem que mais influenciou o IPCA foi a gasolina, que teve uma alta de 12,09% e um impacto de 0,56 p.p. Entre os 377 subitens que compõem o índice, o emplacamento e licença teve uma alta de 21,22% (0,53 p.p.), enquanto as passagens aéreas subiram 47,24% (0,32 p.p.). Já os preços dos automóveis novos tiveram um aumento de 2,37%, em um ritmo menor do que em 2022, quando o crescimento foi de 8,19%. Por outro lado, os automóveis usados tiveram uma queda de -4,80% em relação ao ano anterior. No grupo de Saúde e cuidados pessoais, o subitem que mais contribuiu para o resultado foi o plano de saúde, que teve uma alta de 11,52% e um impacto de 0,43 p.p. Essa alta foi consequência da medida adotada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que fixou o teto para reajuste dos planos individuais novos em 9,63% entre maio de 2023 e abril de 2024.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Ministros do STF estarão atentos a ato de Bolsonaro em São Paulo

Os ministros do Supremo Tribunal Federal se comprometeram a acompanhar o ato de Jair...

Buscas por fugitivos de penitenciária federal de Mossoró chegam ao 11º dia

As buscas pelos dois detentos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio...

CEO da Vale diz confiar no conselho para decidir nova gestão

Recondução de Eduardo Bartolomeo à presidência da mineradora é impasse no colegiado; mandato vai...

IIndivíduo é preso por tráfico de drogas em Itamaraju

Policiais Militares da 43ª CIPM, efetuou a prisão de um acusado em posse de...

Mais para você