InícioNotíciasPolíticaInfrator de alto risco, adolescente que matou os pais é transferido

Infrator de alto risco, adolescente que matou os pais é transferido

São Paulo — O adolescente de 16 anos que matou a família na última sexta-feira (17/5) em São Paulo foi transferido nesta nesta quinta-feira (23/5) para uma unidade de semi-internação da Fundação Casa na região central da capital. Até então, ele estava abrigado em um centro de atendimento provisório.

A transferência para a semi-internação é um procedimento protocolar para menores infratores e costuma acontecer 24 horas depois da apreensão. No novo centro de acolhimento, o adolescente deverá permanecer por cerca de 45 dias, período em que a Justiça deve determinar qual tipo de internação é mais adequado para seu perfil.

Considerado um menor infrator “de alto risco” em razão da brutalidade do crime que cometeu, o adolescente já causa desconforto no sistema. O Metrópoles apurou que existe o temor de que sua presença possa alimentar um clima de revolta entre os internos e até fazer eclodir uma rebelião, colocando em risco sua segurança, a de outros menores e a de servidores.

O acolhimento do adolescente é tratado com o máximo de cautela na Fundação Casa, mas fontes ouvidas pelo Metrópoles apontam que existe um “tensionamento” em relação ao caso devido à repercussão do crime.

Além disso, dizem as fontes, como o menor infrator não passou por exames médicos e psicológicos, não se sabe a extensão de possíveis distúrbios — não sendo possível, portanto, determinar a melhor abordagem em sua internação.

Após o período de 45 dias, a Justiça deve definir a pena do menor, que então será transferido para uma das unidades de internação permanente da Fundação Casa no estado.

Como foi o crime Isac Tavares Santos, de 57 anos, Solange Aparecida Gomes, de 50 anos, e Letícia Gomes Santos, de 16 anos, foram encontrados mortos na residência da família depois que o adolescente ligou para a PM confessando o crime na madrugada de segunda-feira (20/5).

Foto da família morta pelo adolescente de 16 anos

Foto da família morta pelo adolescente de 16 anos Reprodução/ Redes Sociais

Família morto adoelscente Jundiaí

GM Isac Tavares Santos foi condecorado duas vezes Reprodução/Redes Sociais

Família morto adoelscente Jundiaí

Menor matou pais e irmã Reprodução/Redes Sociais

Família morto adoelscente Jundiaí

Isac e a mulher foram mortos a tiros pelo filho Reprodução/Redes Sociais

Família morto adoelscente Jundiaí

GM participou de corrido em montanha Reprodução/Redes Sociais

Família morto adoelscente Jundiaí

Guarda postava imagens dele em corrida Reprodução/Redes Sociais

Adolescente de 16 anos mata a tiros e facadas pais adotivos e irmã

Reprodução Tv Globo

adolescente-mata-pais5

Viaturas da GCM de Jundiaí nas proximidades da casa de adolescente que confessou ter matado a tiros os pais adotivos e a irmã em SP Reprodução/TV Globo

adolescente-mata-pais

Policiais na frente da casa de adolescente que confessou ter matado a tiros os pais adotivos e a irmã em SP Reprodução/TV Globo

adolescente-mata-pais2

Carro em frente à casa de adolescente que confessou ter matado a tiros os pais adotivos e a irmã em SP Reprodução/TV Globo

adolescente-mata-pais3

Viaturas da GCM de Jundiaí nas proximidades da casa de adolescente que confessou ter matado a tiros os pais adotivos e a irmã em SP Reprodução/TV Globo

87-dp-adolescente-mata-pais

Fachada do 87º DP (Vila Pereira Barreto), que investiga caso de adolescente que matou pais e irmã a tiros em SP Reprodução/TV Globo

adolescente-mata-pais6

Movimentação de GCMs e PMs em frente à casa onde adolescente matou os pais e a irmã na Vila Jaguara, em SP Reprodução/SBT

Em depoimento à Polícia Civil, o menor afirmou que já havia pensado em matar os pais anteriormente e que decidiu colocar o plano em prática após eles “confiscarem” seu aparelho celular.

Segundo o relato do adolescente, o pai e a irmã foram mortos por volta das 13h da sexta-feira. Depois, ele foi até a cozinha, almoçou ao lado do cadáver do pai e foi até a academia. A mãe foi morta horas depois, por volta de 19h, quando chegou do trabalho.

Durante o final de semana, convivendo com os corpos dos familiares, o garoto manteve sua rotina normalmente.

No sábado (18/5), um dia após as mortes, o adolescente pegou uma faca na cozinha e cravou nas costas da mãe. Ele disse que fez isso porque ainda estava com raiva dela por ter ficado sem o celular.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Trens de carga China-Europa registram volume recorde em maio

Viagens aumentaram 14% em termos anuais, para 1.724, e volume de mercadorias cresceu 13% ...

Gretchen se pronuncia após morte de Chrystian, seu 1º marido; veja

Chrystian morreu na última quarta-feira (20/6) e, desde então, a expectativa sobre um pronunciamento...

Senado aprova idade máxima para veículos de autoescolas

Motocicletas podem ter até 8 anos, automóveis até 12 anos e transportes de carga...

Polêmica: saiba como funcionam as leis de aborto mundo afora

O debate relativo ao aborto no Brasil ganhou atenção de toda a sociedade civil...

Mais para você