InícioNotíciasPolíticaInspirados no Texas, bolsonaristas querem rota turística do tiro em SP

Inspirados no Texas, bolsonaristas querem rota turística do tiro em SP

São Paulo – Inspirados no estado do Texas (EUA), governado pela direta americana, deputados estaduais bolsonaristas querem criar a “Rota Turística do Tiro” em São Paulo, com o objetivo de promover o que classificam como “turismo de armas” no estado.

O projeto de autoria dos deputados Castello Branco e Gil Diniz, ambos do PL, foi proposto no ano passado, mas ganhou força na última semana, com a criação de uma frente parlamentar para tentar acelerar a aprovação da proposta na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

“Sem dúvida, a presente proposta é inspirada no Texas, estado norte-americano, que recebe turistas em busca de eventos ligados ao tiro esportivo, e tornou uma indústria lucrativa nos Estados Unidos: o turismo de armas. As empresas com estandes de tiro exploram, ao máximo, esse mercado, sediando casamentos e vendendo camisetas de souvenir cheias de buracos de projéteis”, justificam os deputados no texto do projeto.

rota turística

Deputado Castello Branco mostrou no Instagram o lançamento da frente parlamentar pela rota turística do tiroReprodução/ Instagram

rota tiro

Na plateia estavam o influenciador Paulo Kogos e o deputado federal Paulo Bilynskyj (PL)Reprodução/ Instagram

Pela proposta, a “Rota Turística do Tiro” deve incluir a capital e outras 33 cidades, majoritariamente no interior do estado. São elas: Americana, Atibaia, Avaré, Barra Bonita, Barueri, Bauru, Botucatu, Caçapava, Campinas, Casa Branca, Embu-Guaçu, Guararema, Itapevi, Itaquaquecetuba, Jaguariúna, Jaú, Lorena, Mococa, Mogi das Cruzes, Praia Grande, Ribeirão Preto, Rio Claro, Saltinho, Santos, Santa Isabel, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São Carlos, São José do Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba e Votuporanga.

O documento afirma que o objetivo é promover e incentivar os clubes de tiro e atrair colecionadores, caçadores e atiradores, os chamados CACs, para esse “circuito das armas”. No ano passado, Santa Catarina sancionou uma lei semelhante, criando a “Rota Turística do Tiro” no estado, com 29 cidades catarinenses.

“Para esse público pujante de apreciadores de armas, o mercado tem oferecido cada vez mais serviços, como clubes de tiro de luxo com funcionamento 24 horas, treinamento exclusivo para mulheres e até hotel rural, com espaços para a prática de ‘tiroterapia’ em família”, diz o projeto dos deputados estaduais de São Paulo.

Não consta no projeto de lei bolsonarista os critérios adotados para escolha dos municípios integrantes do circuito do turismo do tiro. A reportagem do Metrópoles apurou que as cidades precisariam ter ao menos um clube de tiro para integrar a rota turística.

Afinado com uma das principais bandeiras do bolsonarismo, o projeto vai na contramão da política adotado pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que publicou um decreto logo no início do mandato restringindo o acesso a armas de fogo pela população, o oposto do que foi feito no governo de Jair Bolsonaro (PL).

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Fazer refeições mais cedo reduz risco de problemas cardiovasculares

Estudo mostra que quem come depois das 21h tem probabilidade 28% maior de desenvolver...

A avaliação do time de Lewandowski sobre o projeto que limita delações

Integrantes da cúpula do Ministério da Justiça veem com cautela o projeto de lei...

Após seca histórica, indústria do AM acende alerta para clima em 2024

Meses após a seca histórica no Rio Negro, em Manaus, capital do Amazonas, a...

Governador liga para Lewandowski após ataques com mortes no Ceará

Elmano de Freitas (PT) diz não descartar pedir apoio do governo Lula para reforçar...

Mais para você