InícioEditorialLázaro Ramos estreia seu primeiro projeto no Prime Video

Lázaro Ramos estreia seu primeiro projeto no Prime Video

Na Globo, por vinte anos, Lázaro Ramos experimentou muita coisa: atuou em novelas, séries, apresentou um programa – Lazinho com Você – e até dirigiu um episódio do especial Amor e Sorte, filmado dentro da própria casa, durante a pandemia.

Mas ele queria mais e decidiu trocar a maior emissora do país pelo streaming:

“Troquei a Globo pela Amazon por estar um pouco cansado de pedir, como se eu fosse um pedinte, como se eu tivesse de implorar por uma coisa que é poderosa, que são os nossos profissionais, a nossa história”, disse, na época que saiu do canal.

Finalmente, nesta sexta-feira (20), os espectadores que estão com saudades de Lázaro vão poder ver o primeiro resultado da nova fase do ator e diretor baiano de 44 anos: está chegando ao Prime Video, que pertence à Amazon, o especial Feliz Ano Novo… De Novo. A atriz Ingrid Guimarães, que, como ele, deixou a Globo, também estreia no streaming.

O formato do especial, de cerca de uma hora, lembra muito um desses programas de fim de ano que vão ao ar na TV, com direito até a participação da plateia. Alterna momentos gravados num teatro com gravações em estúdios, em esquetes cômicas tradicionais, como se viu por muito tempo na TV aberta. É uma comédia com pitada de programa de auditório e também musical, com participação de uma banda e Juliette cantando Andar com Fé, de Gilberto Gil, para trazer boa energia neste janeiro.

A diferença para os especiais de fim de ano é que, como dizem Ingrid e Lázaro logo no início, trata-se de um especial de começo de ano. “A Prime tem um formato já conhecido, que é o de fim de ano, em que humoristas mulheres realizam o ‘funeral’ do ano anterior. Então, decidimos fazer um de começo de ano, que não existia”, disse o ator ao CORREIO, em entrevista pela internet.

Tanto Ingrid como Lázaro tiveram diversas funções na nova produção. Lázaro diz que não ousa afirmar que foi roteirista e se diz um “pitaqueiro”. Tampouco se identifica como “showrunner”, termo usado principalmente no streaming para identificar uma pessoa que acumula diversas funções, especialmente em séries, incluindo criação, produção, roteiro, direção, elenco e por aí vai.

“Showrunner é o nome oficial , mas posso dizer que sou animador de torcida: junto uma galera talentosa, tento fazer as pessoas se apaixonarem e que queiram contar uma história”, diz Lázaro.

O ator, que teve seus primeiros contatos com a arte no Bando de Teatro Olodum, diz que, desde aquela época, no Teatro Vila Velha, já assumia diversas funções. “Eu estava na produção, dirigia, escrevia e nunca soube o nome do que eu fazia”, lembra.

Depois de quase duas décadas na TV aberta, Lázaro diz que ainda está se habituando ao streaming: “Ainda estou tentando descobrir se é uma linguagem diferente da linguagem da TV. Entendo que o streaming tem métricas que são recomendadas, mas meu compromisso como artista é explorar lugares que ainda não foram explorados”. Ingrid diz que também está buscando um caminho: “É algo muito novo no Brasil. O que posso dizer é que temos mais liberdade artística . Mas não sabemos ainda quem é esse público”.

O baiano diz que se impressionou com a sintonia que ele e Ingrid criaram e a aproximação entre os dois aconteceu graças a ela, que, um dia apareceu de repente numa festa na casa dele. “Ela foi de penetra. Quando eu vi, já tava tomando um drink”, brinca Lázaro, com sua risada característica. “Hoje, somos muito próximos, nos falamos a cada dois ou três dias. Ganhei com ela uma intimidade que tenho com pessoas com quem trabalho há muito tempo como Wagner [Moura]. Me conectei muito rápido com Ingrid”.

O Especial
Como disseram na entrevista ao CORREIO, Ingrid e Lázaro ainda estão tentando encontrar a linguagem do streaming. E é justamente com isso que eles brincam logo no início, quando os dois estão numa sala tentando criar uma produção para a Prime.

“Soube que no streaming, se você não atrai o público em cinco minutos, ele vai embora”, diz Lázaro, interpretando a ele mesmo.

Nessa tentativa de atender à encomenda, eles brincam com as próprias carreiras. Lázaro tenta criar um super-herói brasileiro, que passa perrengues e se vira para pagar as contas: veste-se então como um imenso boleto. Ingrid satiriza: “Um homem que fez Madame Satã [longa dramático, “sério”], que tem prêmios, que representa o Brasil… vestido de boleto!”.

Para facilitar a vida dos dois, aparece a ex-BBB Juliette, que faz uma versão insossa de Andar com Fé, uma das mais belas canções de Gil, que perde toda sua força. As conversas com o público no teatro também não têm muito sabor, a começar por piadas já desgastadas com a pandemia, que há tempos circulam nas redes sociais.

Tem também o casal que está se separando e entra em conflito na hora de dividir os bens, o que inclui a briga por uma panela e até para decidir quem uma amiga em comum, advogada, vai defender no processo de separação. Cena que às vezes lembra Comédia da Vida Privada, do gênio Luís Fernando Veríssimo, mas que, também, já é um tema que virou lugar-comum.

E há ainda uma empresa que, em tempos de representatividade, só tem integrantes de minorias em seu quadro de funcionário – mulheres pretas, gordas, trans… – e agora vive um dilema: como vai encontrar um homem-hétero-cis-branco para dar mais “diversidade” ao seu pessoal? Segue-se outro número musical, igualmente insosso e com uma letra bem lugar-comum, satirizando esse tipo masculino.

E o que dizer da adolescente que ensina aos pais caretas o vocabulário contemporâneo relacionado a identidade de gênero? Isso também já não tem mais originalidade. “Não binário é aquele que não tem necessariamente um gênero”, adverte a filha.

Ao fim de uma hora, o máximo que se conseguem são alguns sorrisinhos de canto de boca, em piadas bem-intencionadas, mas, tão preocupadas com o politicamente correto, que não chegam a ter graça. Mas Lázaro, como ele mesmo diz, ainda está aprendendo. E tem tudo pra melhorar porque talento, ele tem. Aguardemos o longa-metragem dirigido por ele, que estreia em breve na Prime, baseado no livro Um Ano Inesquecível – Outono.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Ao vivo: Câmara debate acusações de suposta censura do Judiciário ao X

Comissão de Relações Exteriores ouve Michael Shellenberger e Glenn Greenwald; assista, ao vivo, no...

Humanização da saúde: paciente relata atendimento no Hospital Municipal

“Passei pela UPA e fiquei internado aqui no hospital. Assim que a gente entra...

Após “ignorar” Davi no BBB, Paulo Ricardo tem show cancelado. Entenda

O cantor Paulo Ricardo teria tido um show em Fortaleza, no Ceará, cancelado por...

Moro: envolvimento em desvio de dinheiro da Lava Jato é “mera ficção”

Apesar de ainda não ter sido julgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por...

Mais para você