InícioNotíciasPolicialLíder de facção criminosa em Castelo Branco é incluído no Baralho do...

Líder de facção criminosa em Castelo Branco é incluído no Baralho do Crime

Apontado como líder de uma organização criminosa no bairro de Castelo Branco, em Salvador, Jadison Santos da Silva foi incluído nessa sexta-feira (5) no Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), ocupando a carta da “Dama de Copas”. Conhecido como Doron, Matuê ou Moré, ele tem mandado de prisão por organização criminosa e tráfico de drogas.

O foragido foi alvo de uma operação da Polícia Civil denominada ‘Araitak’, em setembro de 2022, que buscava apurar crimes praticados por um grupo criminoso. As investigações se estenderam até o dia 11 de outubro do mesmo ano. Foram cumpridos 11 mandados de prisão, além de mandados de busca e apreensão. Armas de fogo, munições e drogas pertencentes ao bando foram encontradas. Doron não foi localizado.

Segundo a polícia, ele faz parte de uma das facções mais conhecidas da capital, que tem como principal fundador o traficante Adilson Souza Lima, o Roceirinho, preso desde 2012.

Doron é encarregado de organizar a logística de distribuição de drogas e armas no grupo. Ele também exerce o comando sobre outras ações criminosas, como roubos, homicídios, recrutamento de novos membros e formação de bondes contra grupo rival. 

Quem tiver informações pode entrar em contato com a polícia, de maneira sigilosa, pelo número 181 ou através do site disquedenuncia.com.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Moraes arquiva inquérito contra Google e Telegram

Aberto em 2023, o inquérito investigava as empresas por fazer campanhas “abusivas” contra o...

Barroso tira de pauta julgamento sobre manutenção de Ednaldo na CBF

Com o julgamento da descriminalização do porte de maconha para uso individual marcado para...

Operação Churrascada, da PF, apura suposta venda de sentenças por desembargador do TJ-SP

A ofensiva tem este nome, porque os investigados usavam o termo “churrasco” para se...

Caso Djidja: polícia indicia família da ex-sinhazinha e mais 9 pessoas

Cleusimar Cardoso e Ademar Cardoso, mãe e irmão da ex-sinhazinha do Boi Garantido Djidja...

Mais para você