InícioEditorialLuis Enrique diz que escolheu cobradores da Espanha e assume culpa da...

Luis Enrique diz que escolheu cobradores da Espanha e assume culpa da queda

O técnico Luis Enrique chamou para si a responsabilidade da eliminação da Espanha nas oitavas da Copa do Mundo do Catar. Nesta tarde, a seleção espanhola foi derrotada por Marrocos nos pênaltis, por 3 a 0, após empate sem gols no tempo regulamentar. O treinador de 52 anos assumiu a culpa porque admitiu que foi ele quem escolheu os três primeiros jogadores que acabaram desperdiçando as cobranças.
“Responsabilidade toda minha porque escolhi os jogadores, eu escolhi os três primeiros a bater e considerava que eram os melhores. O resto, deixei para eles. Não chegamos nem no quarto”, revelou Luis Enrique, em entrevista coletiva pós-jogo.
Marrocos iniciou a disputa por pênaltis, convertendo o primeiro com Sabiri. Sarabia foi o primeiro cobrador espanhol, mas errou a cobrança. Na sequência, os adversários ampliara, com Ziyech. Foi a vez de Carlos Soler ir para a marca da cal e ele também desperdiçou. Banoun até reacendeu a esperança espanhola ao errar sua batida, mas Busquets também não marcou no que foi o terceiro e último pênalti da Espanha. Hakimi converteu e decretou a eliminação da campeã mundial.
Luis Enrique disparou elogios para o goleiro marroquino que brilhou na decisão por pênaltis e defendeu duas cobranças -a outra acertou a trave. “O que faria diferente? Trocaria Bono por outro goleiro”, disse. O técnico espanhol também disse que espera que o goleiro adversário seja eleito o melhor do jogo. “Isso indicaria que ele é um goleiro de grande qualidade, que dominamos a partida e geramos ocasiões.”
Enquanto a imprensa espanhola fez duras críticas à queda, o técnico da La Roja contemporizou o revés. “Isso é o esporte. Os jogadores fizeram 100% do plano. Vamos, 99,9% porque queriam fazer gol. Mas acabou. Temos que analisar o jogo com tranquilidade e não tenho nada a criticar esses jogadores. Tenho arrependimento porque alguns mereciam jogar mais o Mundial. Foi um jogo limpo, cada seleção com sua ideia. Não tenho nenhuma queixa de Marrocos”, ponderou.
Por fim, Luis Enrique evitou cravar sua permanência no comando da seleção, cargo que ocupa há quatro anos. “Não posso dizer [se vai ficar ou não], porque não sei. Estou muito feliz na seleção. Seguiria toda a minha vida, mas tenho que pensar com tranquilidade no que é melhor para mim e para a equipe. Quando falar com as pessoas interessadas, tomarei a decisão”, afirmou.
A seleção marroquina, pela primeira vez nas quartas de final de uma Copa do Mundo, vai voltar a campo no próximo sábado (10), às 12h (de Brasília), para enfrentar o vencedor de Portugal x Suíça.
Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Lula disse que não quer confusão na Petrobras, diz Magda Chambriard, em cerimônia de posse

“A missão dada pelo presidente foi a de movimentar a Petrobras, porque ela impulsiona...

Autor do PL do Aborto diz não abrir mão do texto, mas admite ajustes

Durante entrevista para jornalistas nesta quarta-feira (19), o deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), que é...

CCJ do Senado aprova liberação de cassino, bingo, jogo do bicho e corrida de cavalos

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (19) o...

Mais para você