InícioEditorialPolítica NacionalLula chama Lira e líderes da Câmara para encontro na 5ª feira

Lula chama Lira e líderes da Câmara para encontro na 5ª feira

Presidente quer discutir, entre outros temas, caminhos para o fim da desoneração da folha de pagamentos e do Perse

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participa da cerimonia de posse do Paulo Gonet Branco no cargo de procurador-geral da República. Paulo Gonet ocupará o lugar de Augusto Aras, escolhido do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para a função. Aras deixou o órgão em setembro, mas, com a demora de Lula para indicar um sucessor, a subprocuradora Elizeta Ramos assumiu o posto interinamente. O evento foi realizado na sede da PGR (Procuradoria Geral da República), em Brasília. Estiveram presente o vic-presidente Geraldo Alckmin, Dep. Arthur Lira, sen. Rodrigo Pacheco. SérgioLima/Poder360 – 18.dez.2023

Gabriel Buss Fabricio Julião 21.fev.2024 (quarta-feira) – 11h42

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), chamou o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e líderes da base de apoio do governo na Câmara para um encontro na 5ª feira (22.fev.2024), às 19h.

Devem ser debatidos os temas considerados prioritários pelo governo no ano, com atenção especial à pauta econômica. Um dos tópicos abordados deve ser a medida provisória 1.202/2023, que trata da reoneração da folha de pagamento de 17 setores da economia e do fim do Perse, programa criado durante a pandemia para socorrer o setor de eventos e prorrogado até 2026.

Lira tem demonstrado insatisfação com o não cumprimento de acordos do governo, e chegou a dizer a Lula que “não adianta insistir” caso a MP não avance na Câmara.

A ideia do governo, no entanto, é passar o fim da desoneração via projeto de lei, com viabilidade a partir de 2025, segundo o líder do Governo no Congresso, senador Randolfe Rodrigues (sem partido).

O objetivo de passar a reoneração via PL é a rejeição da MP entre os congressistas. Deputados e senadores de partidos da base do governo já demonstraram que não têm a intenção de acabar com a desoneração e com o Perse. Por se tratar de um ano eleitoral, essas medidas podem trazer apelo negativo aos congressistas diante da população.

No entanto, o governo não chegou ainda a uma definição sobre se a parte que trata da retomada da tributação da folha de pagamento será retirada da MP ou se será enviada por projeto de lei com urgência, de acordo com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

O candidato de Lula a presidente da Câmara não será o de Arthur Lira

A fala original de Ulysses Guimarães, presidente do MDB, da Câmara dos Deputados e...

Atletas olímpicos “convocam” a população para votar nas Eleições 2024

No ano em que o mundo voltará os olhos para os Jogos Olímpicos de...

Caixa deve discutir mudança em operação das Loterias na 2ª

Medida preocupa funcionários e causou reação de entidades representativas, que prepararam carta ao Conselho...

Conheça história do Hino Nacional, cujo dia é celebrado neste sábado

Neste sábado (13/4), o Brasil celebra o dia do Hino Nacional Brasileiro. A escolha...

Mais para você