InícioEditorialPolítica NacionalLula diz que Camilo Santana pode superar Haddad no ‘pódio’ da Educação

Lula diz que Camilo Santana pode superar Haddad no ‘pódio’ da Educação

Presidente citou experiência do Ceará durante cerimônia de lançamento do Escola em Tempo Integral; programa busca ampliar em 1 milhão o número de matrículas

Ricardo Stuckert/PR/Divulgação

Ministro de Estado da Educação, Camilo Santana, Presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, recebendo prêmio pela criação da Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta segunda-feira, 31, que o ministro Camilo Santana (PT) pode “superar” Fernando Haddad (PT), atual ministro da Fazenda, e conquistar o “pódio “de melhor chefe do Ministério da Educação (MEC) dos três governos do petista. A fala ocorreu em evento no Palácio do Planalto, em Brasília, durante cerimônia pela sanção da lei que institui o programa Escola em Tempo Integral. Ao lado de Santana, Lula falava sobre a educação como o “investimento mais importante para o povo” e a necessidade de tornar as escolas atrativas para os alunos e professores, quando fez acenos diretos o atual ministro. “Quero dar os parabéns para Camilo. Já disse aqui que Haddad foi o melhor ministro da Educação que tive. Pelo que estou vendo, Haddad pode se preparar, ele pode perder o pódio se você conseguir fertilizar o país com uma qualidade excepcional como o Ceará”, afirmou o presidente, citando o Estado como referência para a educação do país. Camilo Santana foi governador do Estado de 2015 a 2022.

“40% dos alunos do ITA estudam no Ceará. Quando criei as Olimpíadas de Matemática, em 2005, foi pela experiência do Ceará”, disse Lula. A fala do presidente com referências a Camilo e à educação ocorre em meio a pressões de partidos de centro por cargos na Esplanada dos Ministérios e dias após o governo federal anunciar um bloqueio temporário no Orçamento de 2023, no valor de R$ 1,5 bilhão. Entre as pastas mais afetadas, a Educação aparece em segundo lugar, sendo impedida de usar R$ 332 milhões e ficando atrás apenas da Saúde, com R$ 452 milhões. Em outra fala, o presidente da República também prometeu criar uma escola para gênios no Brasil, voltada a acolher alunos que se destacam em olimpíadas, e defendeu que temas como a questão ambiental sejam ensinados às crianças e adolescentes para ajudar a “educar os pais em casa”.

“Obviamente, é importante saber que Cabral descobriu o Brasil, mas ele já descobriu. Pronto. Tem muita coisa que se precisa discutir nas escolas porque a criança pode mudar a cabeça do pai”, defendeu Lula. A cerimônia no Palácio do Planalto foi marcada pela assinatura da lei que cria o programa Escola em Tempo Integral. O objetivo do governo federal é ampliar, ainda neste ano, em 1 milhão o número de matrículas de tempo integral nas escolas de educação básica. Para isso, serão investidos R$ 4 bilhões para permitir que Estados, municípios e o Distrito Federal possam expandir a oferta de jornada em suas redes. A meta é alcançar, até 2026, cerca de 3,2 milhões de matrículas.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Padilha e Rui Costa se reúnem com vice-líderes para tratar de vetos

Encontro será realizado na casa de um dos vice-líderes, deputado Emanuel Pinheiro; momento é...

Padilha diz que governo quer liberar parte dos R$ 5,6 bilhões em emendas vetados por Lula

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil O ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha...

Boletim semanal de arboviroses – 14 a 20/04

Entre os dias 14 e 20 de abril, a Secretaria de Saúde da Prefeitura...

Após vídeos com manobras ilegais, influencer tem moto apreendida no DF

Após divulgar vídeos fazendo manobras perigosas, ilegais e zombando de policias, sobre uma moto...

Mais para você