InícioEditorialMaior parada LGBTQIA+ do mundo convida participantes a usarem verde e amarelo...

Maior parada LGBTQIA+ do mundo convida participantes a usarem verde e amarelo na Avenida Paulista

Consagrada pelo Guinness World Records, a parada LGBTQIAPN+ de São Paulo é a maior do mundo. A 28ª edição do evento acontece na Avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (2). Além da passeata, a capital paulista vai ser palco de uma programação cultural paralela organizada por diversas redes de apoio à causa. A proposta prevê a ampliação de atividades que visam celebrar o mês do orgulho e promover a diversidade e os direitos LGBT+. Em São Paulo, a parada é organizada pela Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Travestis e Transexuais, desde a sua fundação em 1999 (APOLGBT).

Em sua 28ª edição, o lema escolhido foi: “Basta de negligência e retrocessos no Legislativo: vote consciente para os direitos da comunidade”. E para dialogar com os recentes movimentos políticos no Brasil, a associação responsável pelo evento convidou os frequentadores a vestirem verde e amarelo com a intenção de ressignificar as cores que são símbolo nacional. A concentração começa às 9h30 e os trios saem às 10h, com shows de Pabllo Vittar, Banda Uó, Tiago Abravanel e muitos outros artistas.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

O mês de junho relembra um importante marco na história da comunidade com os eventos em Stonewall, nos Estados Unidos. Durante os anos 1950 e 1960, o país norte-americano passava por uma política intensa de repressão à diversidade sexual. O Stonewall Inn, localizado em Greenwich Village, na cidade de Nova York, era um bar que permitia a entrada de pessoas gays, o que o tornou um local popular entre a comunidade LGBTQIA+.

No dia 28 de junho de 1969, o bar se tornou o epicentro de uma revolução pela garantia dos direitos fundamentais. A revolta de Stonewall foi uma resposta às frequentes batidas policiais e à opressão enfrentada pela comunidade LGBTQIA+ na época. A partir desta data, uma série de manifestações tomou conta das ruas ao redor do bar, marcando o início de um movimento pela luta e respeito da comunidade LGBTQIA+ em todo o mundo. Desde então, o mês de junho é celebrado como ponto de virada para a comunidade, que celebra o amor e o orgulho.

Confira abaixo os trios que desfilam na Parada LGBT+ de 2024

  • Trio 1 – Abertura/Organizadores de Parada: Dj Tiago Cardoso, Tchaka, Hino Nacional – Edson Cordeiro, Anna Trea, Diameyka Odara, Julian Santin, Franco Rossignolli e Quixote, Dj Ivan Roncs, Dj Adriana Reck e Gláucia Mais Mais;
  • Trio 2 – Famílias LGBT+: Ana Dutra, Dj Leandro Pardi, DJ Bruno Carvalho;
  • Trio 3 – Prefeitura I: Pri Drag, Sandro Luis, Dj Alcimar, Megam Scott, Ashilley Prado, Morgante, Explosão Latina, Márcia Pantera, Dj Alcimar, Dj Marcell Sant’Anna, Jaqueline Terremoto,Drika Furacão – Gogo Trans;
  • Trio 4 – Prefeitura II: Valenttini, Esquenta Dj Cami, Ana Ty, For Jam, Nathália Côrte, Daniel Viriato, Dj Sasha Zimmer, Athena Joy, Leandra Gittana, Lysa Bombom, Dj Gaab Sonzah, Daniel Peixoto, Marco Santos, Cicinho Silva;
  • Trio 5 – Ongs HIV/AIDS: Dindry Buck, DJ Heitor William, Laura Finochiaro, Felipe D’Orazio, DJ Lorran Ciriacco, DJ Caio Neiva, Luh Marinatti;
  • Trio 6 – Pessoas Aliadas: Sissi Girl, DJ Tiago Pereira, DJ Amabilis, DJ Clayton Santes/Laysaa Di Ioran, Warner Music Brasil;
  • Trio 7 – Drags Do Brasil: Xênia Star, Dj Penelope Jean, OXA, Dj Mana Bombástica;
  • Trio 8 – Travesti/Trans: Dante, Dj Lorenzo Zimon, Boom Beat, Julian Santin, DJ Garu;
  • Trio 9 – VIVO: Pabllo Vittar;
  • Trio 10 – B +: Drag Tiffany, DJ Luana Coelho, Dodge, Brunelli, DJ PC Guimarães, DJ Pambelli;
  • Trio 11 – Patrocinadores: Burger King, Philip Morris, 3M, British Council: Dj Cris Negrini, Banda Uó, DJ Set ABBA Cashier, Felicia Bates Mattel, Afropaty, LouLou Callas, Satine;
  • Trio 12 – Lésbicas: Isa Arouca, Luana Hansen, Dani Nega, DJ Bonnie B, DJ Paula Pivatto, Dj Joy;
  • Trio 13 – TERRA/L’Oréal: Sandra Sá, Ludmillah Anjos, Tiago Abravanel, Filipe Catto, Yuri Oliver, O Mouse, Minhoqueens;
  • Trio 14 – Gay: Kenia, DJ Daniel Martins, DJ Kenny Freitas, DJ Mau Mau, DJ RR, DJ Gustavo Viana;
  • Trio 15 – Amstel: Glória Groove, DJ Renata Corr, Thalia Bombinha, Heavy Baile;
  • Trio 16 – Diretoria APOLGBT-SP: Antara Gold, Dj Zuba, Edson Cordeiro, DJ Alexandre Frota, Dj Tico Malagueta

Programação paralela

Além da passeata que atrai milhões de pessoas com 16 trios elétricos e muita música, a programação paralela da Parada também promete movimentar a cidade com inúmeras atrações. Para iniciar a programação, a Casa Queer, projeto multilinguagem idealizado por Jean Cândido e Thássio Ferreira, ocupará a Casa Fluida com mesas de debates nos dias 31 de maio e 01 de junho. Outro destaque da programação é a 3ª edição do Festival Vórtice.

Promovido por Leonardo Maciel e Paulo Cibella, é reconhecido como o maior festival de sexualidade da arte contemporânea. Em 2024, o evento acontecerá de 31 de maio a 30 de junho, no Edifício Vera, localizado no coração do centro histórico de São Paulo, e estará aberto ao público de segunda a sábado, das 10h às 19h, com entrada gratuita e classificação etária de 18 anos.

A programação cultural paralela promete agregar ainda mais diversidade e representatividade à celebração do orgulho LGBT+ na cidade de São Paulo e conta ainda com a 6ª edição do Cine na Praça, promovida pela Rede Amalgamar, que integra o circuito de atividades da semana da Parada do Orgulho LGBT+ na cidade. Com o tema “Diversidade Contra o Fim do Mundo”, o evento acontecerá no dia 1º de junho, das 12h às 21h, no Parque Augusta, oferecendo cinema gratuito com exibição de curtas-metragens feitos por novos artistas do audiovisual para os moradores da região central de São Paulo e os participantes da semana da Parada do Orgulho LGBT+.

Os filmes exibidos são “Tá Fazendo Sabão”, de Ianca Oliveira, “A menina atrás do espelho”, de Iuri Moreno, “Tommy Brilho”, de Sávio Fernandes, “Eu Não Quero Voltar Sozinho”, Daniel Ribeiro, “Lamento de Força Travesti”, de Renna Costa, “Love is Love”, de Alessia Pischedda, “Primavera de Fernanda”, de Débora Zanatta e Estevan de La Fuente, “A Felicidade Delas”, de Carol Rodrigues, “Meninos Rimam”, de Lucas Nunes, “Perifericu”, de Rosa Caldeira, Nay Mendl, Stheffany Fernanda e Vita Pereira. Além do cinema, o evento também conta com oficinas de vogue e capoeira. A dança popularizada nos anos 80 será ministrada por Mother Ákira Alavanx; já a capoeira será ministrada pelo Grupo Aruãna de Capoeira.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Dólar volta a superar R$ 5,40 com incertezas fiscais no radar

Moeda norte-americana atingiu o maior patamar em 17 meses; chegou a R$ 5,43 na...

Dia dos Namorados: deputados param sessão para declarações de amor

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) foi palco de uma “sessão romântica”, nesta...

Na Justiça, Zé Felipe é acusado de abandonar ex-produtor após AVC

Zé Felipe e o pai, o cantor sertanejo Leonardo, estão sendo processados por um...

Mais para você