InícioEditorialMinistro de Lula diz que 12 cidades do Rio de Janeiro já...

Ministro de Lula diz que 12 cidades do Rio de Janeiro já tiveram situação de emergência reconhecida

Doze municípios do Rio de Janeiro tiveram a situação de emergência reconhecida pelo governo federal devido aos estragos causados pelas chuvas que atingiram o Estado no último fim de semana. O reconhecimento permite a liberação de verbas da União para ações de defesa civil. O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, informou que o processo está quase concluído e que as cidades já foram publicados em Diário Oficial extraordinário. O ministro ressaltou a união entre os governos federal, estadual e municipais para os planos de ajuda humanitária e reconstrução. As quatro primeiras cidades a entrarem em situação de emergência no RJ foram Belford Roxo, São João de Meriti e Nova Iguaçu, além da capital. Nesta terça-feira, 16, Duque de Caxias, Nilópolis e Mesquita se juntaram à lista. As outras cinco não foram informadas. O processo, visto como urgente, visa agilizar a mobilização de recursos e ações para socorrer as áreas afetadas.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Uma comitiva ministerial, composta pelos ministros Góes e Anielle Franco (Igualdade Racial), além dos ministros substitutos João Paulo Capobianco (Meio Ambiente e Mudança do Clima) e Osmar Almeida Júnior (Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome), foi enviada ao Rio de Janeiro por determinação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O objetivo é acompanhar e dar apoio ao Estado. Lula destacou que o governo federal continuará atento para apoiar todos os estados e municípios do Brasil em momentos de dificuldade, sem diferenciar partidos e sempre respeitando os governantes eleitos pelo povo.

Após as visitas e reuniões no Rio de Janeiro, os ministros retornarão a Brasília, mas uma equipe técnica do governo ficará à disposição do Estado para agilizar as respostas. O ministro Waldez Góes explicou que a presença desta equipe evitará problemas de diligências e permitirá a aprovação rápida dos recursos necessários para os planos de ajuda humanitária e reconstrução. Além disso, o governo federal está trabalhando em conjunto com as prefeituras para adotar planos de prevenção, priorizando obras para conter a água das chuvas com verbas do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC). As chuvas no Rio de Janeiro causaram destruição na zona norte da capital e na Baixada Fluminense. Até o momento, foram confirmadas 12 mortes, sendo por descarga elétrica ou afogamento, e uma mulher continua desaparecida. Os municípios de Nilópolis, Duque de Caxias e Belford Roxo ainda registravam alagamentos na segunda-feira, 15. Além dos prejuízos e danos causados pelas chuvas, o sistema de abastecimento de água do Rio e da Baixada Fluminense também foi afetado.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

CEO da Vale diz confiar no conselho para decidir nova gestão

Recondução de Eduardo Bartolomeo à presidência da mineradora é impasse no colegiado; mandato vai...

IIndivíduo é preso por tráfico de drogas em Itamaraju

Policiais Militares da 43ª CIPM, efetuou a prisão de um acusado em posse de...

Motoboy negro ferido por homem branco é indiciado por lesão corporal

São Paulo – A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou por lesão...

Leia declarações de Lula e de Bolsonaro em 2 anos de guerra na Ucrânia

O ex-presidente manteve posição de neutralidade enquanto o atual tentou assumir papel de mediador...

Mais para você