InícioNatureza e Meio AmbienteAgroMosca-dos-chifres afeta produtividade de bovinos e causa prejuízos

Mosca-dos-chifres afeta produtividade de bovinos e causa prejuízos

Uma infestação de mosca-dos-chifres, parasita que ataca com muitas picadas dolorosas, causa desconforto e irritação nos bovinos, o que afeta a produtividade do gado e, segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), causa prejuízos financeiros imensos à pecuária brasileira – cerca de R$ 1,6 bilhão por ano –, além de perdas que podem chegar a 40 quilos de peso vivo por animal afetado.

“A mosca-dos-chifres incomoda muito o rebanho. Uma única fêmea da mosca pode atacar o animal mais de 40 vezes por dia, deixando o gado irritado e interferindo negativamente no seu desempenho. Mais do que prejuízo ao bem-estar, essa interferência causa impacto grave nos resultados econômicos dos pecuaristas”, afirma Antônio Coutinho, gerente de marketing para grandes animais da Vetoquinol Saúde Animal. 

De acordo com Coutinho, o parasita, cujo nome cientifico é Haematobia irritans, está afetando cada vez mais e de maneira mais intensa os bovinos do país. Fora a perda de peso, o problema reduz em até 20% a produção de leite. Ainda há a desvalorização do couro, que fica “machucado” pelas picadas das moscas. 

“Disseminada por todo o território nacional, a mosca-dos-chifres tem ciclo de parasitismo de 3 a 7 semanas, com capacidade de voo de até 25 quilômetros. Esses hematófagos fazem a deposição de ovos sobre fezes frescas – em média, 300 ovos por postura –, ampliando significativamente a disseminação. Para evitar o parasita, a utilização de brincos mosquicidas é fundamental”, explica Antonio Coutinho. 

Para auxiliar o pecuarista no combate da mosca-dos-chifres, a Vetoquinol – uma das 10 maiores indústrias veterinárias do mundo – desenvolveu uma nova geração de brincos mosquicidas: trata-se de Fiprotag® 210, que tem formulação inovadora com associação exclusiva dos princípios ativos fipronil e diazinon, além de oferecer proteção por até 210 dias, com carência zero para o abate e para a produção de leite. 

“Essa nova geração de brincos tem rápida ação com proteção prologada e deixa o gado limpo, protegido e pronto para ter o desenvolvimento esperado. Com o uso de um brinco por animal, na parte central do pavilhão auricular, a mosca-dos-chifres deixará de ser preocupação e o gado reestabelece seu bem-estar”, finaliza o especialista. Fiprotag® 210 foi reconhecido pela terceira vez consecutiva pelos pecuaristas com o prêmio Top List Rural. 

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Grupo que matou jovem fez outra vítima com “mesmo modus operandi”

Os envolvidos na morte do vendedor Matheus Silva Cruz (foto em destaque), 23 anos,...

Rio de Janeiro decreta epidemia de dengue

O Estado do Rio de Janeiro decretou nesta quarta-feira, 21, epidemia de dengue em...

Tudo acordado com o Executivo sobre emendas foi sancionado, diz Haddad

“Isso foi reconhecido pelo próprio Arthur Lira”, afirma o ministro da Fazenda em relação...

Marta estreia na campanha de Boulos em reduto onde ajudou rival tucano

São Paulo – De volta ao PT, a ex-prefeita paulistana Marta Suplicy fará, nesta...

Mais para você