InícioNotíciasPolítica“Não está tudo certo”, diz Jair Bolsonaro sobre relação com Tarcísio

“Não está tudo certo”, diz Jair Bolsonaro sobre relação com Tarcísio

São Paulo – O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) fez críticas ao governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), nesta quinta-feira (16/11), e disse que “não está tudo certo” na relação entre os dois. Tarcísio foi ministro no governo Bolsonaro e é afilhado político do ex-chefe do Planalto.

Na opinião de Jair Bolsonaro, Tarcísio “escorrega” ao tratar certas situações com a oposição: “Não está tudo certo. Eu não mando no Tarcísio. Ele é um baita de um gestor. Politicamente dá suas escorregadas. Eu jamais faria certas coisas que ele faz com a esquerda”, disse, em entrevista à rádio Gaúcha.

Bolsonaro voltou a criticar a aproximação entre Tarcísio de Freitas e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que se reuniram em julho para falar sobre reforma tributária e chegaram a posar para uma foto juntos. “Eu não tiraria [a foto]. Aí eu sou radical. O que eu tenho a ganhar com Haddad, meu Deus do céu? O que eu tenho a ganhar com o pior prefeito de São Paulo?”.

Na ocasião, Tarcísio minimizou o episódio e afirmou que sempre será “leal” ao ex-presidente. “Os pontos sobre reforma eu tinha colocado antes para ele e tá tudo bem. Sempre serei grato ao presidente. Se eu estou aqui, eu devo a ele”, disse o governador de São Paulo.

Apesar disso, o ex-presidente lembrou que os governadores não podem se afastar do governo federal, já que dependem dele.

Nova versão para o “imbrochável” Jair Bolsonaro se irritou ao ser questionado sobre o uso político da manifestação realizada no 7 de Setembro de 2022, quando puxou um coro de “imbrochável” para si mesmo. O ato naquele dia rendeu a ele a seu ex-candidato a vice Walter Braga Netto condenação e inelegibilidade no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ao ser perguntado sobre o coro de “imbrochável”, classificou como “mentira” o fato de ter gritado a palavra ao microfone, naquele dia, diante de milhares de apoiadores em Brasília.

“Quem falou em ‘imbrochável’ é mentira. Você não vê em lugar nenhum isso. Se vê, por favor bote no ar. Mentira do presidente do TSE. Então é mentira essa questão do imbrochável. Ali no carro de som longe, quando tinha acabado o desfile, num carro de som, um cara gritou ‘imbrochável’ embaixo e eu falei pra ele ‘imbrochável’. Sem usar o microfone”, disse.

O ex-presidente também ficou nervoso ao comentar sobre o caso das joias, vacinação e sobre os atos antidemocráticos do dia 8 de janeiro. “Não tem o que falar a meu respeito sobre joias, sobre vacina e sobre golpe”.

Futuro de Michelle Bolsonaro voltou a comentar sobre o futuro político da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, e afirmou que “está trabalhando” para que ela seja candidata do PL ao Senado. “Ela está se comportando bastante bem na questão política e estamos trabalhando nesse sentido”, disse.

Presidente do PL Mulher, Michelle tem feito viagens pelo Brasil para engajar mulheres a se filiarem ao partido. Na última aparição, criticou a atual primeira-dama Janja, sem citá-la nominalmente, e disse “ter vocação para o trabalho”, enquanto outras teriam apenas para “viajar”.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Líder da União Europeia critica Milei por falas sobre o governo espanhol

Javier Milei chamou a mulher do presidente espanhol Pedro Sáchez de “corrupta”, durante evento...

Equipes de resgate encontram helicóptero do presidente iraniano

Agência de Notícias da República Islâmica (Irna)/Reprodução 1 de 1 imagem colorida mostra...

Enchentes no RS afetam 2,3 milhões de moradores e causam 157 mortes

As enchentes no Rio Grande do Sul elevaram neste domingo (19) o número de...

Bahia mobiliza especialistas para auxiliar no enfrentamento das enchentes no Rio Grande do Sul

Em resposta à crise hidrológica que afeta o Rio Grande do Sul, o Estado...

Mais para você