InícioEditorialNeymar publica vídeo e declara apoio a Bolsonaro nas eleições

Neymar publica vídeo e declara apoio a Bolsonaro nas eleições

Craque da Seleção Brasileira e do Paris Saint-Germain, Neymar declarou apoio a Jair Messias Bolsonaro (PL) nas eleições presidenciais de domingo (2). O atacante publicou vídeo nas redes socias, nesta quinta-feira (29), em que dança música que pede voto ao atual presidente.
 
 
Já conhecido por fazer coreografias após marcar gols, Neymar dançou a seguinte música: “Vota, vota e confirma. Vinte e dois é Bolsonaro”. O vídeo foi publicado no TikTok e está privado de comentários do público. Apenas usuários que o atacante segue poderão interagir com a postagem.
Nessa quarta-feira (28), o presidente visitou o Instituto Neymar Jr., em Praia Grande, e o atacante da Seleção Brasileira agradeceu, em vídeo, a presença do político. O atleta revelou que gostaria de ter participado do encontro e desejou que a visita fosse proveitosa.

Na gravação, Neymar prometeu que estará presente para receber o presidente em uma próxima visita. O jogador não compareceu porque jogou os dois últimos amistosos da Seleção Brasileira antes da Copa do Catar. O Brasil enfrentou a Gana e a Tunísia na última semana.
“Fala Presidente Bolsonaro, Tarcísio, Michelle. Estou passando para agradecer a visita ilustre de vocês. Queria muito estar junto, mas infelizmente estou longe. Na próxima vez estarei junto”, disse Neymar.
O jogador também falou sobre o orgulho que sente do projeto: “Espero que vocês aproveitem essa visita no Instituto, que é o maior gol que eu já fiz na vida. Estou muito feliz que vocês estão aí”, finalizou.
 
 
 

Relação com a política

Em outros momentos, Neymar já se encontrou com Bolsonaro, mas nunca havia declarado abertamente apoio ao político. O jogador também já interagiu com o candidato a deputado federal Nikolas Ferreira, que é associado ao atual presidente da república.
Em contrapartida à postura do atleta, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) opta por não se vincular politicamente com nenhum candidato. Em entrevista ao Superesportes, Tite, técnico da seleção, afirmou que não se encontrará com o presidente caso conquiste o título da Copa do Mundo.
“Eu, particularmente, (não vou a Brasília) nem na ida, nem na volta, nem ganhando e nem perdendo. A mesma resposta que dei há cinco anos. Algumas coisas a gente reformula, reformata, não temos a mesma opinião o tempo todo. Mas essa permanece inalterada”, afirmou o treinador.
O primeiro turno da eleição presidencial tem data marcada para 2 de outubro. Já o segundo turno, caso necessário, será no dia 30 do mesmo mês. A abertura da Copa do Mundo, entretanto, será apenas em 20 de novembro. Durante o torneio, a população brasileira já terá votado em qual candidato assumirá a presidência do país nos próximos anos.
 
 
 
Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Trens de carga China-Europa registram volume recorde em maio

Viagens aumentaram 14% em termos anuais, para 1.724, e volume de mercadorias cresceu 13% ...

Gretchen se pronuncia após morte de Chrystian, seu 1º marido; veja

Chrystian morreu na última quarta-feira (20/6) e, desde então, a expectativa sobre um pronunciamento...

Senado aprova idade máxima para veículos de autoescolas

Motocicletas podem ter até 8 anos, automóveis até 12 anos e transportes de carga...

Polêmica: saiba como funcionam as leis de aborto mundo afora

O debate relativo ao aborto no Brasil ganhou atenção de toda a sociedade civil...

Mais para você