InícioEditorialPolítica NacionalNikolas Ferreira é repreendido por Arthur Lira após discurso no plenário da...

Nikolas Ferreira é repreendido por Arthur Lira após discurso no plenário da Câmara no Dia da Mulher

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), se manifestou sobre o discurso do deputado Nikolas Ferreira (PL-MG) na tribuna da Casa nesta quarta-feira, 8 de março, apontado por alguns parlamentares como transfóbico. Pelas redes sociais, Lira disse que “o Plenário da Câmara dos Deputados não é palco para exibicionismo e muito menos discursos preconceituosos (…) O deputado Nikolas Ferreira merece minha reprimenda pública por sua atitude no dia de hoje”. Ele ainda reforçou que não admitirá desrespeito contra ninguém na Casa legislativa federal. O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma representação à Câmara pedindo que a mesa diretora apure as violações éticas do deputado. A transfobia foi equiparada ao crime de racismo pelo Supremo Tribunal Federal em 2019. Deputadas como Tabata Amaral (PSB-SP) e Sâmia Bomfim (PSOL-SP) pedem a cassação do deputado pelo seu discurso. “A transfobia ultrapassa a liberdade de discurso garantida pela imunidade parlamentar. Afinal, transfobia é crime. Eu, ao lado da bancada do PSB, estou entrando com um pedido de cassação do mandato do deputado Nikolas Ferreira”, disse Amaral. Antes de ser eleito deputado federal em 2022, Ferreira já esteve envolvido em episódios parecidos enquanto ocupava uma cadeira na Câmara dos Vereadores de Belo Horizonte, nos quais também foi acusado de cometer o crime de transfobia.

*Com informações da repórter Letícia Miyamoto

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Moraes arquiva inquérito contra Google e Telegram

Aberto em 2023, o inquérito investigava as empresas por fazer campanhas “abusivas” contra o...

Barroso tira de pauta julgamento sobre manutenção de Ednaldo na CBF

Com o julgamento da descriminalização do porte de maconha para uso individual marcado para...

Operação Churrascada, da PF, apura suposta venda de sentenças por desembargador do TJ-SP

A ofensiva tem este nome, porque os investigados usavam o termo “churrasco” para se...

Caso Djidja: polícia indicia família da ex-sinhazinha e mais 9 pessoas

Cleusimar Cardoso e Ademar Cardoso, mãe e irmão da ex-sinhazinha do Boi Garantido Djidja...

Mais para você