Aeroportos de Feira de Santana e Teixeira de Freitas entram em operação

1410365720IMG_20140910_114314

Contemplados pelo Programa de Investimento Logístico (PIL), o Aeroporto Governador João Durval Carneiro, em Feira de Santana, e o Aeroporto 9 de Maio, em Teixeira de Freitas, passaram por obras de recuperação e ampliação e já apresentam condições de uso. A inauguração do equipamento de Teixeira de Freitas e o início da operação comercial do aeroporto de Feira de Santana aconteceram na manhã desta quarta-feira (10), com a presença do governador Jaques Wagner, quando também foi realizado o lançamento das novas rotas da Azul Linhas Aéreas Brasileiras na Bahia.

“A Bahia vem colhendo bons frutos. Essas reformas e ampliações dos aeroportos, com novas rotas e voos, vão facilitar a ida e a vinda das pessoas, melhorar a locomoção e dar mais opções para a população ter mais acesso a outros lugares do país”, destacou Wagner.

1410348983IMG_20140910_082230

Após a reforma, o Aeroporto 9 de Maio, em Teixeira de Freitas, passou a contar com sinalização da pista de pouso, uma Seção Contra Incêndio (SCI) auxiliada por veículo, muro e cerca patrimonial. O local ainda teve a recuperação do balizamento noturno, pinturas das torres de iluminação do pátio, reforma do terminal de passageiros, além da limpeza de toda a área. As operações dos voos vão começar no dia 29 de setembro.

O investimento do Governo do Estado no aeroporto de Feira de Santana foi de R$ 5 milhões. Foram feitas obras de recuperação da pista de pouso e decolagem, e requalificação do terminal de passageiros. Os voos comerciais na cidade começam no dia 28 de setembro.

Inaugura+º+úo do Aeroporto de Teixeira de Freitas

Com a aquisição das novas rotas da Azul, Teixeira de Freitas terá voos semanais para Salvador, e Confins, em Minas Gerais. Além disso, os passageiros ainda vão poder utilizar outros 26 destinos através de conexões. A companhia utilizará turboélices ATR 72-600 com 70 lugares, para os voos com saída às segundas, quartas e sextas-feiras, às 17h25, e chegada em Belo Horizonte por volta das 19h.

Incentivos

Com o objetivo de promover a expansão da aviação regional da Bahia, o Governo do Estado adotou uma política de incentivos. As empresas aéreas que alcançarem dez ou mais municípios no estado terão direito à alíquota do ICMS mais baixa, de 7%. As demais alíquotas seguem um gradiente de acordo com o número de municípios atendidos: a alíquota fica em 10% para empresas que chegarem a oito ou nove municípios; em 12%, para as que alcançarem sete; e, para as que alcançarem seis municípios, a alíquota fica em 14%.

Fotos: Manu Dias/GOVBA

Deixe seu comentário