ITAMARAJU | Moradores homenageiam médico cubano

[dropcap]M[/dropcap]oradores e profissionais do PSF do bairro Marotinho homenagearam durante a tarde de sábado (26) ao médico Miguel (cubano) que trabalhou nos últimos 3 anos no Programa Mais Médicos.

A cerimônia aconteceu nas futurasa instalações da unidade de saúde do bairro Marotinho, os profissionais transferiram carinho, além de lembrar momentos saudosos do período de estadia do médico no PSF.

itamaraju-in-fmedi2016-01-24-l

Ao longo dos três anos o médico cubano conseguiu visitar vários pacientes, criando assim laços com os moradores. O profissional não descarta aceitar um novo desafio no futuro ou mesmo voltar ao Brasil.

De acordo com os organizadores a homenagem foi uma singela forma da comunidade do bairro Marotinho, agradecer ao médico por sua dedicação, garantindo assim melhoria na qualidade de vida das pessoas.

Uma moradora relatou, “ele traz a solidariedade como princípio e entendem a saúde como um direito das pessoas, além de cumprirem rigorosamente seus horários”.

itamaraju-in-fmedi2016-01-24-l2

Além do respeito da comunidade, o médico cubano deixa saudade à comunidade.

Convênio

O Programa Mais Médicos (PMM) é composto por um conjunto de medidas que visam melhoras no atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele prevê a contratação de médicos brasileiros e estrangeiros para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais. A chegada dos médicos cubanos para atuar no programa se deu por meio de um convênio intermediado pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

O Mais Médicos alcançou 72,8% dos municípios brasileiros, beneficiando 63 milhões de pessoas. O programa inclui investimentos em infraestrutura e na formação profissional. Até 2017, a previsão é que sejam criadas 11,5 mil novas vagas de graduação em medicina e 12,4 mil vagas de residência médica.

Em setembro, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou o reajuste em 9% da bolsa dos profissionais que atuam no programa. Ele também confirmou a renovação do convênio com a Opas. No entanto, a meta é reduzir a participação dos cubanos e aumentar a dos brasileiros.

Atualmente, o Mais Médicos tem 18.240 vagas na atenção básica de saúde em 4.058 municípios e 34 distritos indígenas.

[AFG_gallery id=’109′]

Por | Ascom

Deixe seu comentário