Teixeira de Freitas: Dono da J. U. mata 01 e fere outros dois

No início da tarde desta terça-feira, 19 de agosto, policiais da CETO receberam informações sobre um tiroteio no centro da cidade. Chegando ao local, mais precisamente na Rua Felinto Muller, na altura do n° 43, os militares encontraram uma cena de guerra, muito sangue e correria. A ação aconteceu no fundo da CDL, e do lado da SINCOMERCIO.

xddan1.JPG.pagespeed.ic.E3oPNV7GUE

Os militares acionaram o SAMU, pois haviam pessoas baleadas. Segundo as primeiras informações, os feridos foram identificados como Rogéria Guimarães Zatta e Juliano Guimarães Silva. Ao subirem as escadas do prédio, os militares viram sangue por todos os degraus até a sala 105, onde funciona o escritório da Fazenda J U, do ramo de mamão [local da ação violenta].

As primeiras informações dão conta de que a vítima fatal trata-se de Nelson Gonçalves Guimarães Filho. De acordo com os peritos Paulo Libório e Everton dos Anjos, houve possivelmente 13 disparos de pistola 380, dos quais aproximadamente 05 atingiram o Nelson. O Juliano levou 01 tiro no braço e a Rogéria 01 no braço e 01 no abdômen, mas não correm risco de morrer.

O prédio comercial ficou marcado pela violência. O escritório do site Teixeiranews que fica próximo ao local foi atingido por cinco disparos de arma de fogo, que transfixaram as paredes, atingindo um notebook do site, o balcão, a porta do banheiro e paredes. Felizmente não havia ninguém no local. Policiais civis, da CETO e da CIPE/CAEMA, estiveram no local.

xddan2.jpg.pagespeed.ic.brh-B-TLcN

Várias guarnições das polícias citadas saíram em diligências no encalço do suspeito, que foi preso pela CAEMA na altura da BR 101, nas imediações do Distrito de Rancho Alegre. O suspeito foi conduzido para a Delegacia e apresentado ao delegado titular, Dr. Kleber Gonçalves. Trata-se de Danilo Ungaro, 34 anos de idade, advogado, morador da cidade de Itamaraju/BA.

Segundo informações, o Danilo é sócio da Fazenda J U, e de forma descontrolada invadiu o escritório, atirou no sócio e nos funcionários, fugindo em seguida. Ele foi preso com uma pistola 380, com dois carregadores, sendo um vazio e outro com 14 munições intactas. Até o fechamento desta matéria, nossa reportagem não teve informações sobre a motivação do crime.

Por | Liberdade

Deixe seu comentário