InícioEditorialPolítica Nacional"O governador precisa começar a trabalhar", aponta ACM Neto

“O governador precisa começar a trabalhar”, aponta ACM Neto

O secretário-geral do União Brasil e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, criticou nesta quarta-feira (24) a falta de ações concretas do Governo Estadual para melhorar os índices registrados na Bahia. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 51,6% dos baianos estão vivendo na linha da pobreza. 

“Nós estamos acostumados a ver a propaganda do PT da Bahia e sempre eles dizem que gostam de cuidar de gente, que trabalham pra cuidar de gente. Mas será que isso é verdade? Os números mostram que não”, destacou Neto. “Na semana passada os dados do IBGE demonstraram que a Bahia é, pelo quinto ano consecutivo, campeã nacional em número de desempregados. Agora, a PNAD demonstra que mais de sete milhões de baianos vivem com até R$ 665 por mês”, acrescentou. 

Apesar de o estudo apontar que a taxa de pobreza no Brasil retraiu, a população da Bahia continua sem incentivos capazes de ampliar as vagas no mercado de trabalho, reduzir os índices de violência no estado ou melhorar a qualidade do ensino ofertado pela rede pública. “Esse é o verdadeiro resultado, é o legado dos governos do PT. Eles que nos governam há 17 anos”, ponderou ACM Neto em publicação feita nas redes sociais.  

 

“A gente não pode deixar de perguntar o que o atual governador, que está aí há quase seis meses, tem feito nesse período para combater a pobreza, para diminuir a desigualdade, para dar mais oportunidade para os baianos. A verdade é que não fez nada de concreto. É muita propaganda, muito discurso, campanha para cá, campanha para lá, pede doação disso, mas políticas públicas que mudem a vida dos baianos? Isso nós não estamos vendo”, questionou. 

ACM Neto enfatizou ainda que a Bahia tem um enorme potencial de crescimento, com capacidade de se tornar “a verdadeira locomotiva do Nordeste”. “A gente não precisa ostentar números tão ruins. Somos campeões nacionais da violência, primeiro lugar em desemprego, um dos estados do Brasil com o maior número de pobres. A gente quer ver a Bahia crescendo, sendo líder e se desenvolvendo. E para isso, precisa ter governo. E o governador precisa começar a trabalhar”, salientou. 

“Não dá pra gente perder mais tempo. Dezessete anos de atraso é muito tempo perdido. Nós queremos ver o governador Jerônimo Rodrigues parar de fazer propaganda e discurso e começar a tomar decisões concretas que melhorem a vida dos baianos”, finalizou.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Mais para você