InícioNotíciasPolíticaPablo Marçal contrata como segurança PM que matou serial killer Lázaro

Pablo Marçal contrata como segurança PM que matou serial killer Lázaro

Afirmando ter sofrido ameaças de morte, o empresário e pré-candidato à Prefeitura de São Paulo Pablo Marçal (PRTB) resolveu reforçar o seu time de seguranças. Em um vídeo publicado em suas redes sociais, o coach revelou que contratou o tenente-coronel Edson Melo, que ganhou fama nacional por comandar a equipe de Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), da Polícia De Goiás, durante a caçada do serial killer Lázaro Barbosa.

No Reels, Marçal ressalta que o oficial tirou licença da polícia goiana para garantir a segurança dele durante toda a campanha à prefeitura de São Paulo. “A gente não vai arregar. Inclusive, quem está aqui atrás de mim é um dos policiais que organizou o assassinato daquele bandido Lázaro”, ressaltou o empresário, fazendo menção à caçada que durou 20 dias e culminou com a morte dele após uma intensa troca de tiros.

Marçal finalizou o vídeo publicado no Instagram ressaltando que o não irá ceder frente a possível ameaças: “É um grande amigo que pegou licença da policia e hoje tá aqui comigo. Agora é para valer, quem estava com dúvida, quem quer me amaçar, quer me parar, pode entrar na fila que a gente não vai retroceder”, garantiu.

  Eleição Os 20 dias de fuga do criminoso Lázaro Barbosa, em junho de 2021, rendeu fama aos policiais que participaram das buscas. Três deles tentaram usar o caso para obter votos e conseguir uma vaga na Câmara dos Deputados nas últimas eleições, mas o trio fracassou.

A caçada ao foragido foi comandada pelo então secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda. O delegado federal se afastou do cargo para se candidatar pelo Republicanos. Ele recebeu 4.869 votos e não foi eleito.

O coronel Edson Luís Souza Melo Rocha (Avante-GO), conhecido como Edson Raiado, obteve 19.811 votos e também ficou fora do parlamento nacional. O policial participou da busca por Lázaro e, durante a campanha eleitoral, foi obrigado a retirar um vídeo publicado em suas redes sociais por propaganda eleitoral irregular.

Nas imagens publicadas por Raiado, ele aparecia com uma máscara de caveira e um facão, além de uma farda com o emblema da Rotam, equipe de elite da PM de Goiás.

Já coronel Benito Franco (PL) recebeu 10.343 votos e também não foi eleito. Ele comandou a Rotam e fez sua campanha com base em ataques à condução da política de segurança pública de Goiás, sobretudo, relativa às buscas por Lázaro. Para o policial, o fugitivo poderia ter sido encontrado de forma mais

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Governo estuda unificar benefícios trabalhistas para cortar gastos

Proposta foi colocada na mesa dentre as opções para diminuir as despesas; a junção...

Polícia militar prende acusado de furto de celulares em São João de Itamaraju

A polícia militar conseguiu identificar e prender no final da noite de sábado (15)...

Marçal faz movimento ao centro, enquanto Nunes abraça extrema-direita

As duas últimas semanas foram determinantes para o pré-candidato à prefeitura de São Paulo,...

Mais para você