InícioEditorialPolítica NacionalPolícia investiga suposto assédio contra menor em shopping de Santos

Polícia investiga suposto assédio contra menor em shopping de Santos

Conselheiro municipal de políticas LGBT+ teria oferecido fazer sexo oral em um garoto de 13 anos em banheiro do estabelecimento

A DDM de Santos afirmou ao Poder360 que o B.O. (boletim de ocorrência) foi realizado na unidade na 5ª feira (6.jun.2024) reprodução/DDM Santos

PODER360 11.jun.2024 (terça-feira) – 4h32

A DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Santos (SP) investiga um suposto caso de assédio contra um garoto de 13 anos em um banheiro do Miramar Shopping, no bairro Gonzaga. O adolescente afirma que um conselheiro municipal de políticas LGBT+ de 24 anos lhe ofereceu sexo oral.

O B.O. (boletim de ocorrência) foi realizado na DDM na 5ª feira (6.jun.2024). Ao Poder360, a delegacia afirmou que vai analisar imagens da câmera e investigar o caso. O suspeito não foi detido.

O CONLGBT (Conselho Municipal de Políticas LGBT+ de Santos) disse estar ciente do caso e que o conselheiro já foi afastado. “Entendemos a gravidade da situação e estamos comprometidos a ajudar as autoridades no que for preciso para que se realize uma investigação minuciosa e imparcial”, afirmou em nota compartilhada no Instagram.

O conselho declarou também que é “necessário apontar que é descabido relacionar o suposto comportamento criminoso com a orientação sexual do seu eventual autor e, muito menos, com toda comunidade LGBTQIA+”.

Entenda Talita Santos, mãe do adolescente, compartilhou um vídeo em seu perfil no Facebook descrevendo o que ouviu do filho.

“Mãe, tu não sabe, eu estava no banheiro aí um cara veio, chegou em mim e perguntou se podia fazer um [fez o movimento com a cabeça] em mim… Aí eu fui e saí correndo, fiquei desesperado e saí correndo”, declarou Talita ao reproduzir as falas do filho.

A mãe afirmou que outro homem, quando saiu do banheiro, também disse a ela que o então conselheiro fez a mesma coisa com ele.

Talita disse que abordou o ex-conselheiro quando o mesmo deixou do banheiro e disse que ele alegou não saber que se tratava de um menor de idade.

Assista ao relato de Talita Santos (8min18s):

Inicialmente, Talita teria compartilhado uma publicação relatando o ocorrido e fotos do ex-conselheiro no shopping durante a abordagem da segurança do Miramar.

A pedidos, a mãe do adolescente apagou a publicação e pediu que ninguém usasse a violência: “Ele teve e está tendo as consequências de seus atos, mas da maneira que tem que ser”. Ela afirmou que “um cara envolvido com política, com partido e projetos sociais jamais pode agir da maneira que agiu”.

Ao g1, o ex-conselheiro disse que o ato foi “uma piada idiota”. Ele declarou: “Fiz uma piada idiota, dentro da minha cabine e sem ver o rapaz. Não faz nem sentido eu oferecer ou pedir o que quer que seja para alguém que eu nem vi”.

O Miramar Shopping disse lamentar o ocorrido e afirmou que prestou todo o apoio a família.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Na Justiça, Zé Felipe é acusado de abandonar ex-produtor após AVC

Zé Felipe e o pai, o cantor sertanejo Leonardo, estão sendo processados por um...

Polícia Federal extradita foragido da Justiça preso em Portugal

A Polícia Federal concluiu, nesta terça-feira (11), a extradição de um brasileiro foragido da...

Polícia Federal indicia o ministro Juscelino Filho por suspeita de corrupção e organização criminosa

A Polícia Federal concluiu uma investigação que envolve o ministro das Comunicações, Juscelino Filho...

Mais para você