InícioEditorialPolícia prende um dos criminosos mais procurados do país

Polícia prende um dos criminosos mais procurados do país

Jakson Oliveira Santos, de 44 anos, conhecido como “Dako”, foi preso nesta quarta-feira, 7, em sua residência no interior de São Paulo, em Valinhos, em uma ação do 1º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público. Ele integrava a lista de criminosos mais procurados do país. Uma ação do MP e da Polícia Militar monitorava o criminoso há cerca de seis meses e a força-tarefa contou com a participação de peritos da Polícia Federal. De acordo com informações da Polícia Militar de São Paulo, Dako estava foragido desde 2005, quando utilizou o benefício da “saidinha” temporária para deixar a penitenciária de Casa Branca e não retornou. No tempo em que esteve foragido, ele cometeu homicídio e é suspeito de ter participado de um assalto a banco em Araçatuba. Na residência, a polícia apreendeu uma pistola 9mm, munições, uniformes camuflados, celulares e equipamentos eletrônicos. Ele foi encaminhado para o 1º DP de Valinhos onde permanecerá preso. Dako também ficou conhecido por atuar no Primeiro Comando da Capital (PCC) em ações de “domínio de cidades”.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Entenda a negociação entre Brasil e Paraguai sobre Itaipu

Governos dos 2 países discutem tarifas de 2024 e revisão do chamado anexo C...

Mendonça dá 60 dias para empresas renegociarem acordos com Lava Jato

O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de 60 dias...

Moraes derruba decisões de Receita e Carf contra Globo e atores

Depois de decisões favoráveis do ministro Cristiano Zanin e da Primeira Turma do STF,...

Canadá propõe regras para atuação de plataformas digitais

A Lei de Danos On-line foi apresentada ao Parlamento pelo governo de Justin Trudeau;...

Mais para você