InícioNotíciasPolíticaPressão de aliados pesou na decisão de Bolsonaro em devolver as joias

Pressão de aliados pesou na decisão de Bolsonaro em devolver as joias

Para evitar desgaste maior, Jair Bolsonaro se dispôs a entregar as joias presenteadas a ele pelo governo da Arábia Saudita ao Tribunal de Contas da União (TCU), que atua no caso.

Como informou este blog, o ex-presidente vinha sendo pressionado e convencido por aliados, em especial um ex-ministro de seu governo, a se antecipar a qualquer decisão do tribunal que o obrigasse a entregar o conjunto de joias.

Em ofício na noite de ontem, enviado à Polícia Federal, o tom de Bolsonaro, ou de sua defesa – era bem outro. O ex-presidente tomou a iniciativa de oferecer que os presentes ficassem sob a custódia do poder público, “até sua correta destinação, de forma definitiva”.

Bolsonaro relutou em fazer esse gesto. A esse mesmo interlocutor chegou a dizer que se o fizesse parecia que estava admitindo alguma culpa no episódio.

O ex-presidente chegou a dizer que não teria “cabimento” um ministro do tribunal – Augusto Nardes – determinar a ele não vender e nem usar as joias. Disse que não tinha essa intenção, apesar de ter ficado com o presente em seu poder até agora.

Dirigentes do PL e parlamentares entendem que o melhor que Bolsonaro poderia fazer é esse gesto da devolução dos presentes, que não devem retornar às suas mãos mais. Acreditam que, assim, o dano à imagem do partido e de seu grupo político possa ser reduzido.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Ao vivo: Autoridades participam de seminário da Esfera Brasil

Campos Neto, Paul Prates e Rodrigo Pacheco são alguns dos participantes do “Seminário Brasil...

Registro de conflitos no campo batem recorde no primeiro ano sob Lula, aponta relatório

Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação O presidente Lula 22 de abril de 2024 | 09:10 ...

Veículo de ex-vereador pega fogo em Itamaraju

Moradores do bairro URBIS III, auxiliaram um ex-vereador, a conter o princípio de incêndio...

Fernanda Montenegro aciona a Justiça para provar ao INSS que está viva

Aos 94 anos, Fernanda Montenegro está em uma batalha judicial contra o INSS (Instituto...

Mais para você