InícioEditorialPolítica NacionalRelatório do arcabouço fiscal será entregue até quinta e votado na próxima...

Relatório do arcabouço fiscal será entregue até quinta e votado na próxima semana, diz Padilha

Ministro garante que calendário original ‘será cumprido’; expectativa é que texto seja aprovado no Senado Federal ainda no primeiro semestre

WALLACE MARTINS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Segundo Padilha, a expectativa é que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), também participe do encontro com Cajado

O ministro da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Alexandre Padilha (PT-SP), afirmou que a votação do novo arcabouço fiscal na Câmara dos Deputados deve acontecer na próxima semana, entre os dias 15 e 19 de maio. Em conversa com jornalistas nesta segunda-feira, 8, o ministro disse que vai se reunir com o relator do texto na Casa, deputado federal Claudio Cajado, e a expectativa é que o relatório final seja apresentado até a quinta-feira, 11. “O que temos dito desde o começo: vai ser cumprido o calendário. Por volta do dia 10 a 11 será entregue a proposta do relatório e trabalhamos para votar na próxima semana”, afirmou. Segundo Padilha, a expectativa é que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), também participe do encontro com Cajado e líderes partidários.

A aprovação do novo marco fiscal na Câmara e no Senado Federal ainda no primeiro semestre deste ano é um das cinco prioridades absolutas do governo Lula 3. Além do texto, o Planalto elencou como objetivos principais, segundo Padilha, a eleição legislativa, com a conquista de vagas nas principais comissões; a reformulação de medidas provisórias (MPs) editadas durante o governo Bolsonaro; aprovação de quatro projetos de lei de urgência; recriação dos programas sociais; e a aprovação do marco fiscal e da reforma tributária ainda no primeiro semestre. “Temos tido muitas vitórias, tivemos uma derrota na semana passada, é raro time ser campeão invicto Você empata, perde. Para ser campeão não pode perder a final e tenho certeza absoluta que estamos construindo um time, uma base, uma estratégia de governo para ser vitorioso nas votações mais importantes e prioritárias”, afirmou.

Com a entrega do relatório do arcabouço até a próxima quinta e votação na semana seguinte, quando Haddad terá voltado de viagem ao Japão e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), dos Estados Unidos. Se aprovado, o texto seguirá para análise do Senado Federal. O governo espera ainda conseguir aprovar, também até o mês de junho, a reforma tributária na Câmara, e reverter na Casa Baixa a aprovação do projeto de decreto legislativo (PDL) que derrubou os decretos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que alteraram as regras do Marco Legal do Saneamento Básico.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Após happy hour com a Câmara, Lula fará reunião com o Senado

Em entrevista à “RedeTV!” presidente diz que pretende tornar...

Crianças mimadas? Psicóloga aponta problemas de uma criação inadequada

Na última segunda-feira (26/2), a cantora Wanessa Camargo foi chamada de mimada por um...

Delegado sobre morte de kalunga em pau-de-arara: “Culpa da vítima”

A Polícia Civil de Goiás concluiu o inquérito para investigar a morte da quilombola...

Polícia faz operação contra facção criminosa em comunidades do Rio; sete são mortos e dois PMs ficam feridos

A Polícia Militar e a Polícia Civil do Rio de Janeiro iniciaram nas primeiras...

Mais para você