InícioEditorialPolítica NacionalRui Costa fala em união em evento com Lula e Ratinho Jr.

Rui Costa fala em união em evento com Lula e Ratinho Jr.

Segundo o ministro, o presidente orientou equipe a dialogar com governadores e prefeitos, independentemente de visão política

Na imagem, da esquerda para a direita, o governador do Paraná, Ratinho Jr. (PSD), Lula e o ministro dos Transportes, Renan Filho; o governador faz oposição a Lula Sérgio Lima/Poder360 – 30.jan.2024

Gabriela Boechat Mateus Maia 30.jan.2024 (terça-feira) – 18h45

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, afirmou nesta 3ª feira (30.jan.2024) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) orientou os integrantes do governo no início do mandato a dialogar com governadores e prefeitos, independentemente do partido ou visão política dos políticos.

Segundo o ministro, o objetivo seria “superar” um passado recente em que, de acordo com ele, o governo federal “perseguia governadores, suspendia contratos e não fazia repasse aos Estados e aos municípios”.

Costa deu a declaração em cerimônia de assinatura de Contratos de Concessão de Rodovias do Paraná. O Estado é governado por Ratinho Jr. (PSD) –que fez oposição a Lula. 

“Foi uma orientação que o senhor [Lula] nos deu no início do ano passado quando definiu o lema do governo: ‘União e Reconstrução’. Ele carrega o simbolismo de que o governo federal deve unir o país. E para unir o país tem que trabalhar dialogando com todos os entes federados, Estados e municípios”, afirmou o ministro. 

EDITAL DE LICITAÇÕES Durante discurso na cerimônia, Rui Costa defendeu o novo modelo de edital de licitação adotado. Segundo o titular da Casa Civil, um padrão que priorizava o valor de outorga foi substituído por um que dá maior importância para uma menor tarifa. 

O ministro disse que, com isso, o governo não usará mais as licitações para “fazer caixa”, mas para garantir uma tarifa menor e um “melhor serviço” para a população.

“[A outorga] é o dinheiro que quem faz a licitação tem que colocar no caixa do poder público […] O valor que vai para o caixa público pode ser usado para qualquer finalidade. O que nós fizemos foi ter uma disponibilidade e estimular que a licitação não fosse pela maior outorga, mas pela menor tarifa, garantindo um padrão de qualidade”, disse. 

Esta reportagem foi escrita pelo repórter Mateus Maia e pela estagiária de jornalismo Gabriela Boechat sob a supervisão da editora-assistente Isadora Albernaz

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Entenda a negociação entre Brasil e Paraguai sobre Itaipu

Governos dos 2 países discutem tarifas de 2024 e revisão do chamado anexo C...

Mendonça dá 60 dias para empresas renegociarem acordos com Lava Jato

O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de 60 dias...

Moraes derruba decisões de Receita e Carf contra Globo e atores

Depois de decisões favoráveis do ministro Cristiano Zanin e da Primeira Turma do STF,...

Canadá propõe regras para atuação de plataformas digitais

A Lei de Danos On-line foi apresentada ao Parlamento pelo governo de Justin Trudeau;...

Mais para você