InícioEditorialSaque calamidade está disponível para trabalhadores atingidos pelas enchentes no RS

Saque calamidade está disponível para trabalhadores atingidos pelas enchentes no RS

Trabalhadores de 73 municípios do Rio Grande do Sul, que foram severamente afetados por intensas chuvas recentemente, agora têm a possibilidade de acessar recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por meio do saque calamidade. Esta medida emergencial foi adotada com o objetivo de mitigar os impactos financeiros devastadores causados pelas adversidades climáticas na região. Através desta iniciativa, é permitido que cada trabalhador afetado retire até R$ 6.220 de suas contas do FGTS, a depender do saldo disponível, representando um alento significativo para muitas famílias em um momento de grande necessidade.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

A Caixa Econômica Federal, responsável pela gestão do FGTS, anunciou uma série de flexibilizações nas regras para o saque, visando facilitar o acesso aos recursos para os residentes das áreas mais impactadas. Notavelmente, foi eliminada a exigência do intervalo mínimo de 12 meses entre saques para os moradores desses municípios, considerando os eventos climáticos adversos que já haviam afetado a região anteriormente. Os trabalhadores interessados em realizar o saque calamidade têm até o dia 12 de agosto para fazer a solicitação, com o saque já disponível em 42 municípios.

Além do acesso facilitado ao FGTS, a Receita Federal tomou medidas adicionais para apoiar os afetados pelas chuvas. Uma dessas medidas inclui a prorrogação do prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física até o dia 31 de agosto, com os contribuintes gaúchos sendo priorizados no primeiro lote de restituição. Esta ação beneficiará cerca de 900.000 pessoas, com a devolução de aproximadamente R$ 1,1 bilhão, representando um importante influxo de recursos para a região em um momento crítico.

Para complementar o suporte oferecido aos moradores das áreas afetadas, a Receita Federal também promoverá um mutirão de acessibilidade digital em abrigos da região. O objetivo é fornecer aos afetados os meios necessários para realizar operações bancárias online, acessar e-mails, antecipar a restituição do Imposto de Renda, solicitar a postergação do pagamento de tributos e entregar a declaração do imposto de renda. Esta iniciativa visa minimizar os transtornos enfrentados pelos moradores e contribuir para uma recuperação mais ágil e eficiente das áreas devastadas pelas chuvas.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Brasil derrete e dólar dispara quando Lula abre a boca, diz Flávio

Filho do ex-presidente Bolsonaro declara que ao final do mandato do petista o brasileiro...

Moraes ironiza e diz que é chamado de “único comunista” do STF

O ministro Alexandre de Moraes brincou com a alcunha de “comunista”, muitas vezes dirigida...

Análise de Sistemas está entre as profissões com futuro garantido

A carreira de especialista em Análise de Sistemas está entre as mais promissoras do...

TCU aprova contas do governo em 2023, mas aponta distorções de R$ 20 bi

A auditoria apurou, ainda, R$ 114,6 bilhões em limitações de escopo no ativo total,...

Mais para você