InícioEditorialPolítica NacionalSilveira quer Petrobras focada em "dever social" na era Chambriard

Silveira quer Petrobras focada em “dever social” na era Chambriard

Ministro de Minas e Energia disse que estatal deve aceitar menos pressão do mercado financeiro e não precisa dar 100% de lucro

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira Washington Costa/Fazenda – 28.fev.2023

PODER360 27.mai.2024 (segunda-feira) – 14h05

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), defendeu nesta 2ª feira (27.mai.2024) que a Petrobras seja mais resistente a pressões do mercado e pediu que o governo federal “não se envergonhe” de ser o controlador da estatal. O chefe do órgão criticou a lógica “ultraliberal” de gestões passadas e declarou que a empresa deverá focar agora em seu “dever social”.

“Não tem essa pressão do mercado financeiro e de não ter coragem. Teve covardia no passado. Paulo Guedes [ministro da Economia da gestão Bolsonaro] deu uma entrevista em que disse que a Petrobras tinha todo o direito de fazer o que quisesse. Isso é crime. O governo é controlador”, declarou Silveira em Belo Horizonte, onde participou da abertura de um grupo de Transições Energéticas do G20.

“Então, o que o governo quer na Petrobras? Que continue sendo uma empresa atrativa para o investidor nacional e internacional, que tenha uma governança segura, uma empresa perene. Agora, ela tem um dever social”, acrescentou o ministro.

As declarações de Silveira se dão pouco tempo depois de a nova presidente da Petrobras, Magda Chambriard, tomar posse na estatal. A cerimônia foi realizada na 6ª feira (24.mai), depois de uma saída com ruídos do antecessor Jean Paul Prates.

“Eu estou muito otimista [com a gestão de Chambriard], porque ela conhece a agenda do Brasil. Quando ela aceita um desafio, ela aceita conhecendo a agenda. E ela vai fazer com esse espírito de manter a empresa sob uma gestão que dê à empresa a credibilidade para atrair investidores”, disse o ministro sobre a nova presidente, que fez carreira na estatal e presidiu a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Ao falar sobre Chambriard, Silveira destacou que respeitará a governança da Petrobras. Disse que nunca ligou para “interferir no governo” da estatal. Ainda assim, criticou direcionamentos “liberais” de antigas presidências da empresa que buscavam um lucro de 100% à frente dos projetos.

“Veio um governo ultraliberal, a empresa já tinha na sua gênese os servidores, altos profissionais, preparados e reconhecidos internacionalmente, mas que naturalmente protegem o interesse da empresa. Pegaram um ministro, ou superministro [em referência a Paulo Guedes], e se fortaleceu essa tese. Precisa a Petrobras ter 100% de lucro? 200% de lucro?”, questionou.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Damares quer youtuber petista no inquérito de milícias digitais

Senadora envia pedido para Moraes com base em reportagem que afirma que Thiago dos...

Prefeitura convida cidadãos para inauguração de chafariz no Kaikan Sul nesta quinta (13)

A Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas convida os cidadãos para a inauguração de...

Jean Wyllys diz que Grazi Massafera só existe porque ele estava no BBB

Jean Wyllys foi o campeão do BBB 5, ao desbancar Grazi Massafera na final...

Aluguel de loja e buraco na parede: como bando furtou 100 armas no DF

As investigações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) revelaram que os criminosos responsáveis...

Mais para você