InícioEditorialPolítica NacionalToyota vai investir R$ 11 bilhões no Brasil, diz Alckmin

Toyota vai investir R$ 11 bilhões no Brasil, diz Alckmin

Iniciativa deve criar 2 mil empregos, segundo o vice-presidente; anúncio será formalizado na 3ª (5.mar) em SP

O vice-presidente Geraldo Alckmin publicou uma montagem vestindo traje japonês para confirmar investimento da Toyota no Brasil Reprodução/X – 3.mar.2024

PODER360 3.mar.2024 (domingo) – 18h10

O vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) anunciou neste domingo (3.mar.2024) que a Toyota vai investir R$11 bilhões para as suas montadoras no Brasil. A expectativa é que a iniciativa crie 2 mil empregos nos próximos anos.

Alckmin, que também é ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, disse que irá comparecer a um evento em Sorocaba (SP), onde a fabricante de carros japonesa irá formalizar o anúncio do investimento.

O investimento, segundo o vice-presidente, foi incentivado pelos programas Mover e Combustível o Futuro, ambos do governo federal e voltados para o setor automobilístico no território nacional. A informação foi publicada no X (ex-Twitter) de Alckmin.

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lançou o Mover (Programa de Mobilidade Verde e Inovação) que prevê R$ 19 bilhões de incentivos fiscais em 5 anos para empresas automotivas que investem em descarbonização. A iniciativa substituiu o antigo Rota 2030.

Já o Combustível do Futuro estabelece um novo marco regulatório para biocombustíveis, com ações nas áreas de automóveis individuais, transporte de carga e aviação. Uma das ações é aumentar o limite máximo de mistura de etanol anidro na gasolina comum, passando dos atuais 27,5% para 30%. No diesel, o ritmo de elevação da adição de biodiesel é de 1 ponto percentual a mais por ano.

Ambas propostas do governo foram lançadas no final de 2023 e tramitam no Congresso Nacional. O Poder360 apurou que o Combustível do Futuro não foi alvo de consenso entre a gestão e não agradou setores petrolíferos e deve ser votada em março. A aprovação do Mover pelo Legislativo está sendo articulada, segundo o governo. Ele deve ser aprovado antes de abril para não perder a vigência.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Mais para você