InícioNotíciasPolíticaTransporte, segurança, shows. Tudo o que você precisa saber sobre a posse

Transporte, segurança, shows. Tudo o que você precisa saber sobre a posse

Neste domingo (1º/1), Luiz Inácio Lula Da Silva tomará posse como presidente da República pela terceira vez. Além das cerimônias no Palácio do Planalto, Congresso, Itamaraty e do tradicional desfile em carro aberto na Esplanada dos Ministérios, o dia também será marcado por um festival musical que contará com 60 cantores, simpatizantes à futura gestão do PT – o Festival do Futuro – ou, como tem sido chamado nas redes sociais, Lulapalooza.

Apesar de a tradicional passagem da faixa presidencial não ser feita de um presidente para o outro neste domingo, uma vez que Bolsonaro estará no exterior, a solenidade ocorrerá normalmente. Por ser o atual chefe do Poder Legislativo, há possibilidade de que Rodrigo Pacheco (PSD), presidente do Congresso Nacional, entregue a faixa a Lula.

No Twitter, o futuro presidente do país declarou que o número de autoridades estrangeiras na posse superará a presença dos líderes mundiais nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Segundo Lula, 65 delegações de chefes e vices-chefes de Estado, de Governo e de Poder, estarão presentes no Brasil.

Confira como será a programação oficial da posse:

Programação posse_Prancheta 1 cópia

Programação posse_Prancheta 1 cópia 2

Para os apoiadores de Lula, o tão comentado “Festival do Futuro” terá início às 10h. Em dois palcos, os 60 artistas fazem shows para um público estimado em 300 mil pessoas.

Os palcos Gal Costa e Elza Soares – em homenagem às duas personalidades que, recentemente, deixaram o país órfãos de suas vozes – receberão nomes como Martinho da Vila, Chico César, Paulo Miklos, Zélia Duncan, Gaby Amarantos e Pabllo Vittar.

Além dos shows, haverá também a Feira Gastronômica do festival. O espaço, montado no gramado central da Esplanada dos Ministérios, terá 10 food trucks, 40 estandes de alimentação e 15 de bebidas.

Passe para o lado e confira a programação dos shows:

Programação posse_Prancheta 1 cópia 3

Programação posse_Prancheta 1 cópia 4

O que abre e fecha no DF neste fim de semanaDevido às comemorações de Ano-Novo e às solenidades de posse dos governos local e federal, os serviços públicos na capital da República terão horários diferentes de funcionamento neste sábado (31/12) e no domingo (1º/1). Confira:

Transporte público:Programação posse_ônibus

Programação posse_Metrô

Lazer:

Comércio:Programação posse_Prancheta 1 cópia 8

Programação posse_Prancheta 1 cópia 9

Segurança:

Trânsito:

Praça dos Três PoderesEm coletiva de imprensa, realizada na manhã de quinta (29/12), o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Júlio Danilo, reforçou pontos sobre o controle de público que irá à posse de Lula, no domingo.

A orientação é para que o público chegue cedo. Além disso, todos os interessados em acompanhar a cerimônia de posse deverão passar por pontos de revista na área da Esplanada dos Ministérios.

“Não serão permitidos quaisquer tipo de arma e nem mastros de bandeira. Haverá pontos de revista nos acessos e pedimos para que o público chegue cedo. Existe um esquema montado para que possamos garantir a segurança das autoridades e do público presente. Estamos atentos a todos os acontecimentos na cidade”, garantiu o secretário de segurança do DF.

Apenas 30 mil pessoas poderão ficar na área da Praça dos Três Poderes. Os cidadãos que queiram acompanhar a posse daquele local deverão chegar até às 12h30.

Segurança reforçada na posseAlém de mobilizar 100% das forças segurança para a posse de Lula, a SSP usará drones no Distrito Federal. O evento ocorrerá em meio ao clima de tensão na cidade, após ataques e uma tentativa frustrada de um ataque a bombas.

Os drones só estarão em funcionamento nas áreas em que o espaço aéreo estiver liberado. Por razões de segurança, voos de equipamentos poderão estar proibidos em determinados locais do DF durante o dia 1º.

O monitoramento é feito pelo Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), 24h, de segunda a domingo. As informações são compartilhadas entre 29 órgãos, incluindo instituições e agências dos governos local e federal.

O Ministério da Justiça autorizou a utilização da Força Nacional até 2 de janeiro, como apoio à posse de Lula. A Polícia Federal (PF) confirmou a escalação de mais de 1 mil policiais federais.

Cidade da SegurançaNa Cidade da Segurança, montada na área do Museu Nacional, será instalado um posto de regulação médica para equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF).

Outros três pontos médicos e ambulâncias de atendimento pré-hospitalar ficarão posicionados ao longo da Esplanada. O CBMDF atuará, ainda, com veículos para ocorrências que envolvam produtos perigosos e múltiplas vítimas — para eventual necessidade de respostas rápidas.

A Cidade da Segurança contará, também, com um ônibus para registro de ocorrências. As que não puderem ser feitas na hora serão direcionadas ao Departamento de Polícia Especializada (DPE), no Parque da Cidade, que concentrará flagrantes relacionados à situações na posse presidencial, até as 19h. Após esse horário, a 5ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) voltará a ficar responsável por esses atendimentos.

O acompanhamento, a escolta, além das seguranças móvel e fixa de autoridades ficarão a cargo da Polícia Federal (PF), que também fará vistorias e ações antibombas.

O efetivo das operações especiais da corporação atuará junto à PMDF, caso necessário. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) coordenará, com o Ministério das Relações Exteriores, a escolta de chefes dos Estado que participarão do evento.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Mobilização indígena em Brasília vai pressionar contra o marco temporal

Acampamento Terra Livre deve durar 5 dias e organização espera reunir mais de 6...

Monitor da USP diz que ato de Bolsonaro em Copacabana reuniu 32,7 mil pessoas

Foto: Saulo Angelo/Thenews2/Folhapress Ato de Bolsonaro no Rio de Janeiro 21 de abril de...

Destruição da Amazônia reduz etnia Akuntsu a apenas 3 mulheres

A pressão ao longo de décadas de colonizadores e desmatadores reduziu uma das pouco...

Fiscalização da Lei Seca flagra ‘fadas’ cobrando para ajudar motoristas na blitz

A fiscalização da Lei Seca no Rio de Janeiro flagrou motoristas que cobram dinheiro...

Mais para você