InícioEditorialPolítica NacionalTrês Poderes impediram atos "nefastos" no 8 de Janeiro, dizem juízes

Três Poderes impediram atos “nefastos” no 8 de Janeiro, dizem juízes

Em comunicado, a Associação dos Juízes Federais elogia resposta de autoridades à invasão dos prédios públicos

Organização para cerimônia de 1 ano dos atos extremistas de 8 de Janeiro Sérgio Lima/Poder360 – 8.jan.2023

PODER360 8.jan.2024 (segunda-feira) – 14h19

A Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) elogiou nesta 2ª feira (8.jan.2024) a atuação dos Três Poderes durante o 8 de Janeiro, em Brasília. Segundo a organização, Judiciário, Executivo e Legislativo impediram a “consumação de algo ainda mais nefasto” nos atos extremistas.

“Os ataques referidos atentaram, de forma clara e indiscutível, contra a ordem democrática e a República, só não havendo a consumação de algo ainda mais nefasto pela atuação firme, serena e segura por parte dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo”, afirmou a associação, em comunicado oficial.

A Associação dos Juízes Federais do Brasil também afirmou que a data deve ficar marcada na memória do país, para que episódios do tipo “jamais se repitam”.

“Que o dia 8 de janeiro seja lembrado como aquele em que as instituições públicas e seus servidores, assim como a maior parte da população brasileira, lutaram pela manutenção da democracia em nosso País. O dia da democracia inabalável”, disse. Leia mais abaixo a íntegra da nota.

1 ANO DO 8 DO JANEIRO As cúpulas do Executivo, Legislativo e Judiciário se reúnem nesta 2ª feira (8.jan.2024), no Salão Negro do Congresso Nacional, para lembrar 1 ano dos ataques de 8 de Janeiro às sedes dos Poderes. A cerimônia espera cerca de 500 pessoas e terá o hino nacional cantado pela ministra da Cultura, Margareth Menezes.

Estarão presentes os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (República), Rodrigo Pacheco (Senado) e Roberto Barroso (STF). Arthur Lira (Câmara) não comparecerá por problemas de saúde familiar. O tom dos discursos deve ser de pacificação e união. Lula, ao menos, deve ter uma fala dura contra os envolvidos nos ataques de 1 ano atrás.

A mesa de honra de autoridades contará, além dos chefes dos Poderes, com a primeira-dama Janja, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), e a ex-presidente do STF Rosa Weber. Geraldo Alckmin e Lu Alckmin também estarão em local de destaque.

Os convidados começam a chegar ao Congresso às 14h. A chegada de Lula está prevista para as 14h50. Às 15h, a cerimônia começa.

Assista abaixo às imagens dos preparativos para o evento registradas pelo repórter fotográfico do Poder360, Sérgio Lima (2min7s):

Eis a íntegra da nota da Ajufe: 

“A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), entidade representativa da magistratura federal brasileira, vem a público, passado um ano dos ataques criminosos e antidemocráticos de 08 de janeiro de 2023, reiterar o compromisso com a defesa dos poderes constituídos e do Estado Democrático de Direito.

“Os ataques referidos atentaram, de forma clara e indiscutível, contra a ordem democrática e a República, só não havendo a consumação de algo ainda mais nefasto pela atuação firme, serena e segura por parte dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo.

“É necessário que tal episódio fique marcado em nossas memórias para que atos como aqueles jamais se repitam, devendo sempre haver a luta pela manutenção das nossas liberdades e de uma sociedade plural, justa e solidária.

“Que o dia 08 de janeiro seja lembrado como aquele em que as instituições públicas e seus servidores, assim como a maior parte da população brasileira, lutaram pela manutenção da democracia em nosso País. O dia da democracia inabalável!

“Brasília, 08 de janeiro de 2024

“Associação dos Juízes Federais do Brasil – Ajufe.”

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Mais para você