InícioNotíciasPolicialVacina de Bolsonaro: PM preso diz que sabe quem mandou matar Marielle

Vacina de Bolsonaro: PM preso diz que sabe quem mandou matar Marielle

O policial militar da reserva e ex-candidato a deputado estadual Ailton Barros (PL-RJ) afirmou em mensagem de áudio enviada ao tenente-coronel Mauro Cid que sabe quem mandou matar a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), em 2018. Os dois foram presos na Operação Venire da Polícia Federal, nesta quarta-feira (3), que apura fraudes em cartões de vacinação do ex-presidente Jair Bolsonaro. As informações são do g1.

“Eu sei dessa história da Marielle toda, irmão, sei quem mandou. Sei a p*** toda. Entendeu? “, afirmou Ailton Barros. A mensagem apareceu na conversa interceptada pela PF, mas não tem relação com a investigação dos cartões de vacina nem com Bolsonaro. As mensagens foram trocadas no dia 30 de novembro de 2021.

As transcrições das conversas foram incluídas no ofício enviado pela PF ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou a operação.

Na conversa interceptada, Ailton Barros avisa a Mauro Cid que o ex-vereador do Rio de Janeiro Marcello Siciliano intermediou a inserção de dados falsos de vacinação de Gabriela Santiago Cid, esposa dele, nos sistemas do Ministério da Saúde.

Ailton Barros então pediu que Mauro Cid intermediasse um encontro de Siciliano com o cônsul dos Estados Unidos no Brasil para resolver um problema no visto. O ex-vereador teve problemas para entrar no país norte-americano por conta do envolvimento no assassinato da ex-vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Na época do crime, Siciliano foi retirado da investigação do crime. 
Confira a transcrição completa do áudio interceptado pela PF

“De repente, nem precisa falar com o cônsul. Na neurose da cabeça dele [Siciliano], que ele já vem tentando resolver isso a bastante tempo, manda e-mail e ninguém responde, entendeu? Então, ele partiu para a direção do do cônsul, que ele entende que é quem dá a palavra final. Mas a gente sabe que nem sempre é assim, né? Então quem resolva, quem resolva o problema do garoto, entendeu? Que tá nessa história de bucha. Se não tivesse de bucha, irmão, eu não pediria por ele, tá de bucha. Eu sei dessa história da Marielle toda, irmão, sei quem mandou. Sei a p*** toda. Entendeu? “, afirmou Ailton Barros.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Entenda a negociação entre Brasil e Paraguai sobre Itaipu

Governos dos 2 países discutem tarifas de 2024 e revisão do chamado anexo C...

Mendonça dá 60 dias para empresas renegociarem acordos com Lava Jato

O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de 60 dias...

Moraes derruba decisões de Receita e Carf contra Globo e atores

Depois de decisões favoráveis do ministro Cristiano Zanin e da Primeira Turma do STF,...

Canadá propõe regras para atuação de plataformas digitais

A Lei de Danos On-line foi apresentada ao Parlamento pelo governo de Justin Trudeau;...

Mais para você