InícioNotíciasPolíticaVídeo: exclusivo ao Metrópoles, Dino fala sobre 100 dias de governo

Vídeo: exclusivo ao Metrópoles, Dino fala sobre 100 dias de governo

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino viveu como poucos os 100 primeiros dias do governo Lula. Caíram no colo do ex-governador do Maranhão crises e situações complexas que, nas palavras dele, fizeram com que esses primeiros meses se parecerem anos.

Atos golpistas de 8 de janeiro, crise Yanomami, ataques de facção criminosa no Rio Grande do Norte, revogação dos decretos armamentistas, atentado à creche em Blumenau (SC): Dino teve que apagar inúmeros incêndios no início da sua gestão.

Na noite de segunda-feira (10/4), quando o governo celebrou o marco dos 100 dias, Dino veio até os estúdios do Metrópoles e compartilhou sua avaliação da atual gestão. Também respondeu questões que ainda estão em aberto, como os garimpeiros que insistem em permanecer no território Yanomami no estado de Roraima.

Veja a entrevista completa aqui:

8 de janeiro, garimpos e STFO ministro da Justiça e Segurança Pública reconheceu que um erro de comunicação pode ter colaborado para que ele não recebesse relatórios da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) alertando sobre os riscos de vandalismo e invasão de prédios públicos no protesto bolsonarista de 8 de janeiro.

Flávio Dino afirmou que a destruição do patrimônio de garimpeiros ilegais em Roraima deve ser intensificada, para tentar colocar um ponto final na invasão do território indígena para extração de ouro.

O ex-governador do Maranhão, que é também ex-juiz, até contou que o presidente Lula já falou sobre a escolha do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), embora o ministro não revele o nome dos possíveis indicados.

Dino também fez um aceno crítico para os armamentistas, que anseiam pela definição de um novo regulamento sobre o uso de armas, o que deve acontecer em maio.

Quando o assunto é programa de governo, o ministro defendeu a retomada do Programa Nacional de Segurança Pública (Pronasci), associado a outros projetos de segurança da pasta que têm orçamento mais robusto.

Por fim, Dino colocou as redes sociais contra a parede, quando o assunto é o impulsionamento de conteúdo criminoso na internet, que faz apologia a ataques e violência nas escolas, como a que aconteceu em Blumenau.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Em meio às polêmicas, Mani Rego comemora aniversário do pai de Davi

Enquanto Davi Brito continua cumprindo seus compromissos como campeão do BBB24, Mani Rego segue...

Bianca Comparato e Rafaella Caniello confirmam namoro: “Amor infinito”

Reprodução/Instagram @rafaellacaniello 1 de 1 Foto preta e brtanca de Bianca Comparato e namorada,...

Quatro estrelas de Os Mutantes, fenômeno da Record, que já faleceram

Reprodução 1 de 1 Os Mutantes, novela da Record ...

Gol suspende transporte de animais por 30 dias após morte de golden retriever

Após a morte do cão Joca, um golden retriever enviado para o destino errado,...

Mais para você