InícioEditorialVídeo: homem corta o próprio pulso e faz terror psicológico com mulher

Vídeo: homem corta o próprio pulso e faz terror psicológico com mulher

A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) instaurou inquérito policial para investigar o caso de um homem, de 55 anos, detido na terça-feira (7/6) por violência psicológica e doméstica contra a namorada, de 64 anos. O caso ocorreu no Setor Hoteleiro Norte. Na ocasião, Carlos Augusto Guimarães Calaça teria ameaçado tirar a própria vida e a da companheira com uma faca. Ele cortou o próprio pulso como forma de aterrorizar a mulher.

O autor gravou a cena, após cortar o próprio pulso no quarto de hotel onde o casal estava hospedado. As imagens são atordoantes. No vídeo, a namorada de Carlos aparece deitada no chão, encolhida, e chorava copiosamente. Com o local absolutamente ensanguentado, ela pede que o homem lhe devolva o celular, o que o suspeito faz prontamente.

“O dia que você fizer isso pra você, você vai se sentir melhor. Você só sabe falar e mandar em todo mundo. Na frente das pessoas dá uma de boazinha […]. Só que mandar nos outros, por isso está sozinha. A única pessoa que quer estar com você sou eu”, diz o homem em tom de ameaça no vídeo.

  • homem de jaqueta e boné
    Na Mira
    Homem que incendiou casa de ex fez ameaças: “Vou arrancar sua cabeça”
  • cabelo cortado
    Na Mira
    Desconfiado de traição, homem espera mulher dormir e corta cabelo dela
  • Atendimento para vítimas e autores de violência
    Distrito Federal
    GDF atende homens envolvidos em situação de violência doméstica
  • Em depoimento à policia, uma funcionária do hotel disse que estava no corredor do quarto do casal quando ouviu gritos da mulher, pedindo socorro e dizendo que o namorado estava tentando matá-la. A testemunha relatou ter ido até a porta do quarto, que se encontrava entreaberta, e viu que Carlos empurrando a mulher contra parede.

    No momento em que ele notou a presença da funcionária, disse que a companheira estava tentando tirar a própria vida. Porém, a vítima negou e afirmou que era o homem que tentava autoextermínio. E que, quando foi impedir, o homem virou a faca contra ela.

    Diante da situação, a testemunha do hotel disse ao casal que os levaria para a administração. Segundo ela, nesse momento, o homem a segurou pelos braços e tentou puxá-la para dentro do quarto. Ela, então, notou que tinha uma grande quantidade de fios de cabelo caídos no chão. Após gritar para ele a soltar, conseguiu levar a companheira de Carlos para um local seguro e acionou a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).


    0

    Aos policiais, a vítima, que mora em Goiânia, informou que namora o autor há cinco meses e, durante esse período nunca havia sido agredida. Ela veio para Brasília na última semana e hospedou-se em um hotel. De acordo com ela, no sábado (4/6), o companheiro, em aparente surto psicótico, teria tentado cortar os próprios pulsos e se negado ir ao hospital. Desde então, estava usando indiscriminadamente medicamentos psiquiátricos.

    A situação teria se agravado na terça-feira (4/6), quando ele apareceu bastante agitado. A mulher relatou que, em dado momento, Carlos falou para ela: “Se você não falar comigo direito, eu vou me matar”. O autor, então, pegou uma faca de mesa e apontou para o próprio peito. Ela disse que conseguiu impedi-lo, pegando a faca das mãos dele. Nesta oportunidade, ele teria virado a mão dela e apontado a faca para o peito da namorada.

    Segundo informado pela PMDF, ao chegarem no local da ocorrência, o homem estava dentro de um veículo de aplicativo e portava várias cartelas de rivotril. Ele afirmou aos agentes que tinha cortado o pulso para provar o amor dele pela namorada.

    Quando a equipe foi ao encontro da vítima, a mulher estava na companhia dos funcionários do hotel e foi atendida pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), em aparente crise de pânico. Segundo as testemunhas, a mulher contou que Carlos tinha puxado os cabelos dela e não a deixava sair do quarto. Além disso, as brigas entre os dois teriam passado a ser constantes.

    Em depoimento na delegacia, o autor contou que teve uma pequena discussão com a namorada, pois ela teria o acusado de usar medicamento psiquiátrico descontroladamente. E disse aos policiais que falou para a mulher que se mataria, e que ela não tentou impedi-lo.

    Carlos negou ter agredido e ameaçado a companheira. Ainda, segundo o suspeito, ele tomou o celular dela e o jogou em cima da cama, e que por isso ela começou a gritar.

    A Deam instaurou inquérito policial após a vítima requerer apuração dos fatos.

    Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

    Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

     

     

     

    O post Vídeo: homem corta o próprio pulso e faz terror psicológico com mulher apareceu primeiro em Metrópoles.

    Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

    Últimas notícias

    Senado discute proposta que pode privatizar terrenos da União

    PEC quer que áreas ocupadas do litoral possam ser compradas por particulares mediante pagamento,...

    Governo Lula planeja show em Brasília para arrecadar dinheiro para RS

    IGO ESTRELA/METRÓPOLES 1 de 1 Chuvas e inundações no Rio Grande do Sul -...

    Congresso analisa vetos às “saidinhas” e ao calendário de emendas

    Deputados e senadores têm sessão conjunta na 3ª feira (28.mai); governistas estão otimistas com...

    Deslizamento de terra deixou 2 mil soterrados em Papua Nova Guiné

    Depois que uma agência da ONU apontou 670 pessoas mortas em deslizamento de terra...

    Mais para você