Itamaraju: Obra de asfaltamento começa nesta terça-feira

Os primeiros produtos e equipamentos que serão utilizados na pavimentação asfáltica de várias ruas de Itamaraju, chegaram ao município na tarde da última quinta-feira, dia 31 de maio. O material foi entregue no imóvel onde vai funcionar o quartel general do asfalto, na Avenida Fernando Martins (Perimetral), antigo depósito da empresa Franco Araújo. No local serão guardados produtos e equipamentos usados durante a obra.

Primeiro, chegaram os quatro tanques com capacidade para 15 mil litros cada, de um total de seis locados pela Prefeitura para armazenagem de Emulsão e outros produtos líquidos usados na composição do tapete negro. Em seguida, já na sexta-feira (1º de junho) foi descarregado o primeiro lote de Emulsão, adquirido junto à empresa Nacional Asfalto pelo Governo do Estado da Bahia.

Ainda na sexta-feira, chegaram 5 caminhões de solo brita, complementados com mais 5 caminhões do produto, descarregados no sábado, dia 2 de junho. A brita zero, outra matéria prima essencial na implantação da pavimentação, deve chegar hoje (dia 4 de junho), mesmo dia em que as máquinas aceleram nas ruas escolhidas, os trabalhos de terraplanagem e compactação.

A implantação do asfalto nas duas primeiras ruas, a Maranhão (trecho em frente à Escola Inácio Tosta Filho) e a Acre (trecho localizado no Bairro de Fátima), começa na prática, nesta terça-feira (05), prazo dado pela Prefeitura Municipal de Itamaraju para a chegada do maquinário (caminhões basculantes, pá-carregadeira, caminhão tanque irrigador, caminhão aspargidor, compactador vibratório portátil e rolo de pneus).

O Diretor de Projetos e Convênios da Prefeitura Municipal de Itamaraju, Wilson Júnior, fez questão de esclarecer que o asfalto está vindo por conta de uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Itamaraju, “o Estado está fornecendo o produto mais caro, no caso a Emulsão, está entrando também com o assessoramento técnico por intermédio da empresa OPF, agora a parte de maquinário incluindo os tanques, os demais produtos e a parte de pessoal é de responsabilidade da Prefeitura, se for colocar na ponta do lápis, o custo da obra foi dividido meio a meio praticamente”, conta o diretor, acrescentando que a pavimentação das várias ruas vai proporcionar mobilidade urbana aos moradores.

O diretor informou que serão utilizados 147 mil metros quadrados de asfalto, o que vai corresponder a, aproximadamente, 16 quilômetros de ruas pavimentadas num prazo de 120 dias. A princípio serão priorizadas as ruas de chão, “até porque a Emulsão se adapta melhor a solos sem pavimentação”, explica Júnior, “as ruas que já possuem pavimentação em paralelepípedo serão pavimentadas com outro material, o CM30”, complementa.

Num primeiro momento, serão beneficiadas vias localizadas nos bairros de Fátima, Liberdade, Cristo Redentor e Centro. O Bairro Liberdade ainda será beneficiado com pavimentação em Paralelepípedo de várias ruas com recursos federais oriundos de mais uma emenda do Deputado Federal Paulo Magalhães, no valor de R$ 1 milhão. Essa mesma rubrica irá beneficiar ainda parte do bairro Canaã e parte do Conjunto Habitacional Vila dos Seringais (URBIS-III).

A partir desta segunda-feira, as famílias residentes nas ruas Maranhão e Acre já perceberão um movimento maior de máquinas e operários nesses locais, eles estarão preparando o solo, compactando, colocando meio fio, solo brita e brita zero, para depois implantar o asfalto. Três engenheiros estarão diretamente envolvidos nos trabalhos de pavimentação, Dr. Luis Reis, ex-diretor do DERBA, Dr. Paulo, encarregado da obra, e Dr. Simon Rogério, engenheiro da Prefeitura responsável pelo projeto.

Durante a semana que passou houve muitos boatos sobre a origem dos recursos, inclusive, alguns políticos que fazem oposição ao atual gestor, já começaram a espalhar que eles são os responsáveis pela obra. O Diretor de Projetos e Convênios da PMI esclarece que a obra está acontecendo porque houve uma interferência política direta do Deputado Federal Paulo Magalhães e do prefeito Manoel Pedro Rodrigues Soares, junto ao secretário estadual da Infraestrutura, o vice-governador Dr. Otto Alencar, presidente do PSD na Bahia, mesmo partido do prefeito e do deputado.

O prefeito Manoel Pedro Rodrigues Soares, que já deixou claro para todos que não gosta de gerar expectativas, está mantendo em sigilo absoluto a relação de ruas que serão beneficiadas com o asfalto, entretanto, o Diretor de Convênios acabou deixando escapar que uma das ruas do centro que será asfaltada será a Rua Dom Pedro I, “de antemão queremos pedir a colaboração da população, porque as ruas que serão asfaltadas terão que ser fechadas ao tráfego de veículos, vai ser o caso da Dom Pedro I, então quero pedir um pouco de paciência por conta do transtorno, mas no final a rua vai ficar mais bonita”, conclui.

POR NILSON CHAVES

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!