InícioEditorialPolítica NacionalAbrir mão de Cappelli é "decisão equivocada", diz deputado do PSB

Abrir mão de Cappelli é “decisão equivocada”, diz deputado do PSB

Secretário-executivo deve deixar o ministério quando Lewandowski assumir, reduzindo o espaço do partido no governo

O deputado federal Duarte Jr. (foto) diz que abrir mão de Cappelli é “mais uma decisão equivocada” de Lula, uma vez que o secretário-executivo faz um trabalho “excelente, visível e resolutivo” Divulgação/Câmara dos Deputados – 4.mar.2023

PODER360 13.jan.2024 (sábado) – 7h52

O deputado federal Duarte Jr. (PSB-MA) expôs a insatisfação do PSB com a possível redução da presença do partido no governo depois que Ricardo Lewandowski assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública. O ministro aposentado do STF (Supremo Tribunal Federal) vai substituir Flávio Dino e recebeu carta branca do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para escolher seu número 2.

O cargo de secretário-executivo do ministério é ocupado por Ricardo Cappelli e havia a expectativa de que ele substituísse Dino. Agora, seu futuro é incerto. Sem Cappelli, o PSB tem seu espaço reduzido na Esplanada. Em mensagem enviada na 6ª feira (12.jan.2024) no grupo de WhatsApp do partido, obtida pelo jornal O Globo, Duarte Jr. afirmou que abrir mão de Cappelli é “mais uma decisão equivocada” de Lula.

Duarte Jr. disse que Lula aceitou a saída de Cappelli “mesmo depois de todo excelente, visível e resolutivo trabalho prestado”. Na mensagem de WhatsApp, o deputado escreveu: “O pior é que ontem ele [Lula] destacou que o novo ministro terá liberdade total para montar a sua equipe. Vamos lembrar que lá temos 4 secretários do PSB”.

A saída de Cappelli do ministério não foi confirmada, mas é esperada. Lewandowski não tem intimidade com o atual secretário-executivo, e, além disso, seu estilo midiático não combina com o do ministro aposentado do STF, que é mais contido.

Duarte Jr. sugeriu que fosse pedida uma audiência com o vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB), e com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha. O objetivo é defender a permanência dos integrantes do partido no governo. O congressista finalizou: “Por fim, destaco que é mais um espaço tomado do PSB”.

Procurado pelo jornal, Duarte Jr. afirmou que a “insatisfação não é com perda de cargos, mas com a possível saída de nomes que são técnicos e estão dando bons resultados”.

Leia mais:

Paes convida Cappelli para a Secretaria de Ordem Pública do Rio; Dirigente do PT diz que Cappelli era “antipetista” e “anti-Lula”; Prioridade no ministério será segurança pública, diz Lewandowski.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Alckmin volta a dizer que Lula “salvou” a democracia

Presidente em exercício declarou que só é democrata quem...

Exclusivo! Ex-BBB Maycon alfineta Thaís Fersoza: “Falta competência”

Nesta terça-feira (28/2), a coluna Fábia Oliveira bateu um papo exclusivo com o ex-BBB...

Governo federal cria casa em Roraima para atender povo Yanomami

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assinou decreto, nesta quarta-feira (28/2), que...

Mais para você