InícioNotíciasPolíticaAliados de ministro abocanham verba do Ministério das Cidades

Aliados de ministro abocanham verba do Ministério das Cidades

O Ministério das Cidades está priorizando aliados do ministro Jader Filho, do MDB do Pará, na verba do antigo orçamento secreto de Jair Bolsonaro. A proximidade regional ou partidária com o ministro ajudam a abrir as portas para conseguir verba, mostram dados do Orçamento.

O maior projeto beneficiado com verbas destinadas para negociação política, o RP 2 “A 400” (veja aqui o que significa a sigla), é do governo do Maranhão, estado do secretário-executivo do ministério, Hildo Rocha.

O estado conseguiu R$ 95,7 milhões em liberações para um projeto de mobilidade urbana em São Luís (MA). Rocha diz que o projeto foi aprovado a pedido do governador, mas não por influência sua. O atual governador, Carlos Brandão, sucedeu Flávio Dino, atual ministro da Justiça, no governo, e tem um irmão que comanda o MDB local, Marcus Brandão.

“Coincidentemente, por eu ser do Maranhão, as pessoas até acham que fui eu, mas não teria força para tanto. É um projeto viário que resolve o problema de 500 mil pessoas”, diz Rocha à coluna. “É uma obra fantástica. Quem chegar na cidade, em vez de entrar num centro de engarrafamento, já vai entrar direto nos grandes bairros. Eu sempre fui rival do Flávio Dino, mas o projeto é bom, mesmo se ainda fosse o Dino (governador) teria saído”, brinca.

Em seguida no ranking, o ministério mandou R$ 76 milhões para Contagem (MG) para reformar o asfalto. A indicação é apoiada pelo deputado federal Newton Cardoso Jr., do MDB, que tem força política na cidade.

“Não é uma emenda minha, mas sim, ajudei”, disse o deputado. “Tenho conversado muito com o ministro a respeito desse tema.”

O terceiro município mais beneficiado é Belém (PA), cidade do ministro, com R$ 50 milhões. Como mostrou a coluna, essa foi a primeira grande liberação do ano com recursos do extinto orçamento secreto de Bolsonaro.

Em quarto lugar, está a cidade de Manaus (AM), com R$ 24 milhões. Como mostrou o repórter Bernardo Mello, o senador Eduardo Braga, líder do MDB no Senado, é responsável pela liberação. Braga esteve no ministério com o secretário municipal de Habitação de Manaus, Jesus Alves, que ele mesmo indicou ao cargo, e com o prefeito, David Almeida, do Avante.

A lista continua com Catalão (GO), cidade para onde José Nelto, deputado do PP da base do governo, indicou R$ 16 milhões para executar uma obra; Xinguara (PA), Carauari (AM), Lábrea (AM) e Dom Eliseu (PA), cidades da região Norte; e Nova Cruz (RN), governada por um prefeito do MDB.

Neste ano, há R$ 1,6 bilhão nas mãos de Jader Filho das verbas do extinto orçamento secreto, das quais cerca de metade já foram liberadas.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Petrobras elege novo conselho e decide sobre dividendos nesta 5ª

Governo Lula fez 8 indicações, mas deve seguir com as 6 cadeiras atuais, como...

Definição sobre multas da Lava Jato vai ao STF com falta de acordo entre governo e empreiteiras

Foto: Rosinei Coutinho/Arquivo/SCO/STF André Mendonça 25 de abril de 2024 | 06:29 O...

Carluxo e os veganos

Igo Estrela/Metrópoles 1 de 1 PF Carlos Bolsonaro ...

Reforma tributária assegura isenção para taxistas e motoristas de Uber

Profissionais poderão comprar carros com alíquota zero; a regulamentação também beneficia frutas, ovos e...

Mais para você