InícioEditorialEntretenimentoArthur Aguiar sofre acidente de carro e vai parar na Justiça

Arthur Aguiar sofre acidente de carro e vai parar na Justiça

A coluna Fábia Oliveira descobriu que o artista Arthur Aguiar vem travando uma baita “colisão” na Justiça desde um acidente, após ser processado pela Porto Seguro Companhia de Seguros Gerais, em uma “ação de ressarcimento”.

Segundo os autos do processo, que tivemos acesso com exclusividade, tudo começou em 14/11/2022, quando o veículo de luxo da autora, um Mercedes Benz C250, trafegava pela Rodovia Presidente Castello Branco, em São Paulo. De acordo com o documento, um outro carro, um Audi, teria mudado de forma repentina seu destino causando uma colisão entre os carros. O condutor? Arthur Aguiar.

A petição é clara ao afirmar que a culpa dos eventos é exclusiva de Arthur, que foi relapso e não observou o trânsito ao seu redor. É dito que ele foi negligente e imprudente em sua conduta.

Arthur Aguiar (6)

Arthur Aguiar Reprodução/Instagram

Arthur Aguiar

Arthur Aguiar Instagram/Reprodução

Arthur Aguiar

Arthur Aguiar foi o grande vencedor do Big Brother Brasil 22 e se tornou o primeiro Camarote a levar o prêmio. O ator acumulou 68,96% dos votos, contra 29,91% de Paulo André e 1,13% de Douglas Silva Instagram/Reproduçao

Arthur-Aguiar-acompanhado-Evento-NBA

Arthur Aguiar apareceu acompanhado em um evento em São Paulo AGNews

Arthur Aguiar

Arthur Aguiar Lucas Ramos/ Brazil News

Arthur-Aguiar-Padaria

Arthur Aguiar Reprodução/Instagram

O carro acabou sofrendo a famosa e temida “perda total”, quando os danos são tão extensos que sua recuperação é considerada inviável. A autora alega ter suportado um prejuízo de R$ 101.650,66.

Nos autos da ação, ela pede que Arthur Aguiar pague o valor correspondente ao prejuízo, isso, é claro, somado de juros e correção monetária.

Defesa de Arthur Aguiar Arthur Aguiar se defendeu do processo em setembro de 2023. Na peça, ele logo fala, na lata, que a autora se esqueceu de informar que o veículo transitava em altíssima velocidade. Segundo ele, o carro estava a 200 km/h.

Arthur diz que: “Se o veículo trafegasse na velocidade da pista, o acidente não teria ocorrido”.

Indo além, ele é categórico e afirma não haver outra forma de resolver a questão, a não ser oficiando a concessionária da rodovia para fornecer imagens das filmagens das câmeras de segurança que estavam próximas do acidente.

As partes já foram chamadas para informar que provas pretendem produzir no processo e, até o presente momento, o caso ainda não foi julgado.

Sem sombra de dúvidas, é uma dor de cabeça de deixar qualquer um fora da casinha, não é mesmo?

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Dicas para contratar uma empresa de Marketing que vai impulsionar o seu negócio

Na era digital, o marketing é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Mas...

Revolução dos Cravos faz 50 anos com direita no poder em Portugal

Movimento veio do descontentamento com o regime ditatorial do Estado Novo; marcou a derrubada...

Chefe da Marinha critica título de herói a João Cândido e fala em ‘reprovável exemplo’

Foto: Divulgação Marcos Sampaio Olsen 25 de abril de 2024 | 07:10 O...

Morte do cão Joca: Gol deve dar explicações ao Ministério da Justiça

São Paulo — A Gol Linhas Aéreas deve prestar esclarecimentos, ainda nesta quinta-feira (25/4),...

Mais para você